Gastar o mínimo possível pode ser um bom mantra para o orçamento, mas é uma estratégia terrível para pagar os saldos do seu cartão de crédito. Quando você faz apenas o pagamento mínimo em seu cartão de crédito, você está se dando alívio temporário. Mas você também está se comprometendo a pagar mais taxas de juros mais tarde. Esse parcelamento de fatura pode levá-lo a graves problemas financeiros ao longo do tempo, especialmente se o seu cartão cobra uma taxa de juros elevada. Mas será que existe um momento certo para fazer isso ou nunca devemos parcelar a fatura do nosso cartão de crédito?

O que esperar do parcelamento de fatura?

Se você pagar o mínimo ou qualquer valor menor do que o saldo total da fatura, aqui está o que você pode esperar que aconteça:

Pagar sua dívida levará muito mais tempo

Você aumentará as taxas de juros

Seu histórico e pontuação de crédito na praça será prejudicado

Mas por que isso acontece e por que devemos evitar o parcelamento da fatura? Vamos entender.

Parcelar cartão de crédito vai estender sua dívida?

Quando você paga menos do que o valor total da fatura no seu cartão de crédito, você está dizendo para sua dívida voltar no próximo mês.

Os emissores de cartões de crédito tendem a estabelecer requisitos mínimos de pagamento em níveis inferiores. Você geralmente deve uma quantidade fixa ou uma porcentagem do saldo, o que for maior. Alguns cartões exigem que você pague apenas 1% ou 2% do saldo mensal, mais todas as taxas e juros acumulados. Fazer esses pequenos pagamentos a tempo permitem que você evite taxas e multas, mas você não fará nenhum progresso real no pagamento de seu saldo.

Mas como isso te afeta? Sua fatura do cartão inclui uma tabela que mostra quanto dinheiro você precisará pagar seu saldo se você pagar apenas o mínimo a cada mês. Você reduzirá significativamente esse período apenas pagando mais. Se você paga o dobro do valor do mínimo, o período de pagamento é reduzido pela metade. Porém, os juros vão indo se acumulando e a dívida vai aumentando se você não tiver disciplina para pagar seu cartão de crédito, o que pode te deixar com uma dívida incontrolável e acabar sujando seu nome. A recomendação é, simplesmente, não parcelar a fatura do cartão de crédito. Mas vamos falar sobre isso mais abaixo.

Parcelamento cartão de crédito

Parcelar um cartão de crédito é uma armadilha de juros que pode prejudicar muito sua vida financeira. (Foto: Finance News Pro)

Você aumentará as taxas de juros com o parcelamento do cartão?

A menos que você esteja usando um cartão sem juros, suas taxas de juros crescerão juntamente com seus saldos. Faça apenas o pagamento mínimo ou menos que o total da fatura, todos os meses você vai acumulando juros sobre sua dívida. Você paga, e você paga, e você paga, e você nunca pagará sua dívida total. Quanto mais tempo você demorar para pagar o total devido, mais juros você vai pagando e mais incontrolável vai ficando sua dívida do cartão de crédito.

Seu score de crédito pode ser prejudicado?

Quando os saldos do seu cartão de crédito aumentam, o mesmo acontece com seu índice de utilização do crédito que a porcentagem do seu crédito que você está usando. E como sua taxa de utilização de crédito é um fator importante na sua pontuação de crédito, saldos altos podem prejudicar seu crédito. Isso torna mais difícil se qualificar para empréstimos acessíveis e cartões de crédito com as melhores condições.

Para quem não sabe, as empresas como SPC e o SERASA estão usando a pontuação de crédito como meio para ajudar empresas e instituições financeiras a decidirem se um cliente merece ou não um empréstimo.

É melhor usar menos de 30% do limite de crédito em qualquer cartão. Se você pode usar menos, isso é ainda melhor.

Ao invés de parcelar o cartão de crédito, busque ajuda

Pagar o mínimo é melhor do que pagar multas e taxas de atraso. E como os pagamentos em atraso podem prejudicar sua pontuação de crédito, é essencial pagar pelo menos o mínimo. Mas você não deve fazê-lo para sempre, e deve evitar ao máximo parcelar sua fatura. Mas como?

O caminho mais viável é bloquear seu cartão ou cancelá-lo, primeiramente, porque você perdeu o controle financeiro sobre seus gastos. Se foi por conta de algo emergencial, um bloqueio ajudará. Se for algo que com certeza irá se repetir, é hora de cancelar o cartão e replanejar seu orçamento.

Depois disso, é hora de buscar um empréstimo pessoal com juros menores do que o do cartão. Praticamente sempre os juros dos empréstimos serão menores do que do cartão de crédito. Então, use esse dinheiro para pagar a fatura do cartão, mas tome cuidado: você deverá planejar para pagar as parcelas do empréstimo para não se endividar novamente.

Você já parcelou a fatura do cartão alguma vez? Por que fez o parcelamento da fatura?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)