Quando falamos de crédito, empréstimo, financiamento, todo mundo geralmente associa essas operações ao SPC ou ao SERASA. Só que nem todos os cartões de crédito precisam passar por uma verificação no SPC ou SERASA. Calma, vamos chegar lá. Entenda primeiro como ocorre essa verificação, e para quê ela serve.

Por que verificam seu nome no SPC e SERASA antes de fazer um cartão de crédito?

O SPC e o SERASA são, basicamente, bancos de dados de informações financeiras sobre clientes do mercado financeiro brasileiro. Nos dois bancos de dados são inclusas informações sobre bons pagadores e maus pagadores. Dessa forma, instituições financeiras no Brasil evitam que um mesmo cliente pegue um empréstimo em um banco, por exemplo, não pague esse empréstimo, e tente pegar outro empréstimo em vários outros bancos, deixando de pagar esses empréstimos. Isso rapidamente levaria os bancos e instituições financeiras à falência, ou geraria cartões e empréstimos com altíssimas taxas de juros para os clientes, pois os riscos seriam muito altos.

Cartão de crédito sem consulta ao SPC ou SERASA

O cartão de crédito sem consulta ao SPC ou SERASA é arriscado, mas existe e é uma possibilidade para quem precisa de uma linha de crédito. (Foto: www.meuscartoes.com)

Cartão de crédito sem consulta ao SPC e SERASA? Existe?

Sim. Porque a consulta ao SPC e ao SERASA para fazer o cartão de crédito é opcional, e é uma parte da estratégia das instituições financeiras ou de crédito para gerir o risco de levar um calote, de reduzir a inadimplência. Uma empresa pode então optar por oferecer o cartão a um cliente sem consultar o SPC ou SERASA, sem problema algum.

Mas tem algum problema fazer cartão de crédito sem consulta ao SPC e SERASA?

Vários. Vamos elencar alguns desses problemas:

  • Juros altos: por ser mais arriscado a uma empresa oferecer um cartão a um cliente que pode estar com o nome sujo, os juros dos cartões que não verificam o SPC e SERASA são mais altos. Assim, as pessoas se sentem mais inclinadas a pagarem as dívidas com o cartão, pois sabem que elas se acumulam e aumentam mais rapidamente.
  • Risco de golpe: muitas empresas oferecem cartões de crédito sem verificar o nome no SPC e SERASA, bastando preencher um formulário pela internet, ou algo do tipo. Na maioria das vezes, isso é golpe. Eles obtém suas informações pessoais e a partir delas, aplicam golpes em seu nome.
  • Risco de endividamento: com menos burocracia para obter o cartão de crédito, é muito mais fácil você se endividar, já que não haverá obstáculos para o uso do cartão. Como provavelmente você já tem uma dívida (senão não procuraria um cartão sem consulta no SPC e SERASA), o mesmo comportamento que te levou a primeira dívida vai te levar a uma dívida nova.

Mas tem vantagem em fazer um cartão sem consulta ao SPC ou SERASA?

Tem uma vantagem bem clara. O cartão de crédito sem consulta ao SPC ou SERASA vai te oferecer um crédito fácil, facilitando na hora do aperto. Quem precisa de um cartão de crédito para emergências pode usar esse tipo de produto financeiro como último recurso, ou como um meio de pagamentos, quando as contas estão difíceis de pagar.

Como fazer um cartão sem consulta ao SPC ou SERASA?

Fazer um cartão sem consulta ao SPC ou SERASA vai exigir um bom bocado de pesquisa, principalmente para encontrar uma instituição financeira ou banco que seja confiável. Será necessário pesquisar em sites de reclamação na internet, nos sites do PROCON. Talvez seja necessário também um pouco de ensaio e erro, ver se um ou outro banco aceitam fazer o cartão sem consultar o SPC e o SERASA, já que não são todas as instituições que fazem isso. Não custa nada perguntar.

Nossa recomendação: vale a pena fazer um cartão sem consulta ao SPC ou SERASA?

É arriscado. Definitivamente arriscado. Mesmo no cenário onde a pessoa precisa de uma linha de crédito emergencial, é difícil recomendar o cartão de crédito sem consulta ao SPC ou ao SERASA. Temos que lembrar que essas instituições também servem para proteger os consumidores de abusos e erros cometidos por eles mesmos. O certo a se fazer é limpar seu próprio nome, pagar suas dívidas, e aí sim, procurar um cartão de crédito realmente bom, com juros baixos, condições melhores, anuidade barata, etc. Passar também por um processo de educação financeira antes de obter o cartão de crédito, o que é essencial. Feito tudo isso, aí você terá ótimas opções de cartão, e não um com juros altos, alto risco, provavelmente uma anuidade altíssima, e claro, a dor de cabeça de ter que se preocupar em encontrar uma empresa confiável que não esteja te aplicando um golpe.

O que você acha de cartões que não consultam o SPC ou SERASA? Você tem um cartão que não precisou de consulta ao SPC ou SERASA?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)