Muitas instituições como bancos, financeiras, empresas de telefonia, entre outras solicitam comprovantes de residência para que você possa abrir uma conta, fazer um financiamento, empréstimo, solicitar um cartão de crédito, dentre muitos outros serviços e produtos. Mas o que pode ser usado como comprovante de residência e como obter esses comprovantes? É relativamente simples.

O que é um comprovante de residência?

O comprovante de residência é qualquer documento que pode ser usado para comprovar que você tem uma residência fixa, seja ela própria ou alugada. Ele é usado para evitar fraudes e garantir que o futuro cliente da empresa poderá ser encontrado no caso de ser necessário algum tipo de cobrança ou acionamento judicial. Traduzindo, o comprovante de residência é uma ferramenta de redução de riscos para reduzir as chances de fraudes e pessoas mal intencionadas darem prejuízos às empresas.

O que pode ser usado como comprovante de residência válido?

Em alguns estados, há legislação vigente para permitir a comprovação de residência por próprio punho ou outras ferramentas. É preciso verificar isso no seu próprio estado. Porém, se seu estado não aceita esse tipo de declaração, os seguintes documentos podem ser usados como comprovantes de residência:

  • Contas de utilidades públicas: água, luz, gás, telefone, internet.
  • Contrato de aluguel, com conta de consumo (água, luz, gás, telefone)
  • Boleto bancário: mensalidade escolar, plano de saúde, condomínio, financiamento, fatura de cartão de crédito, etc.
  • IPTU ou IPVA
  • Correspondência expedida por órgãos oficiais das esferas Municipal, Estadual, ou Federal
  • Correspondência expedida por instituições bancárias públicas ou privadas
  • Certidão expedida pela Junta Comercial ou Cartório de Registro de Títulos e Documentos
  • Carteira de trabalho, certidão ou declaração de matrícula em instituição de ensino fundamental, médio, ou universitário
  • Contrato de locação ou arrendamento de terra, nota fiscal de produtor rural ou documento de assentamento expedido pelo INCRA

A data de expedição dos documentos ou do vencimento não pode ser maior do que 90 dias na maioria dos casos. Ou seja, sua conta tem que ter um máximo de 90 dias de vencida, caso queira usá-la como comprovante de residência.

Comprovante de residência

Você pode usar diversos tipos de comprovante de residência, e é bem fácil encontrar um que funcione para você. (Foto: Conta em Banco)

O comprovante de endereço precisa estar no seu nome?

Para evitar problemas, é melhor que o comprovante de residência utilizado tenha o mesmo nome, CPF< e dados da pessoa que está usando o comprovante de residência. Pessoas que moram com os pais, cônjuges, em pensões, ou em outras situações, podem usar comprovantes no nome dessas pessoas. Porém, no caso de não haver como comprovar grau de parentesco, união estável, ou casamento, pode ser necessária uma declaração de próprio punho do titular da conta, com firma reconhecida, para que o comprovante tenha alguma validade.

Outras formas de comprovação de residência

Através de órgãos como o SPC e empresas de análise de crédito e risco, é possível ter sua residência comprovada de maneira mais simples. Como faz parte de uma análise de risco, geralmente quem tem um bom nome na praça não precisa da comprovação de residência, ou já tem a residência comprovada através desses órgãos analisadores de risco. Para que isso seja possível, é necessário que você tenha um bom histórico de pagamentos, não atrase suas contas, e seu nome esteja limpo na praça.

Ficou alguma dúvida na comprovação de residência? Deixem suas perguntas nos comentários abaixo e iremos ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)