Contratos de empréstimo vêm em todos os tipos de formas e com termos variados, que vão desde simples notas promissórias entre amigos e familiares até empréstimos mais complexos, como hipotecas, automóveis, consignados e empréstimos estudantis. Bancos, cooperativas de crédito e outras pessoas emprestam dinheiro para itens significativos, mas necessários, como um carro, estudos ou casa. Outros empréstimos, como empréstimos para pequenas empresas e para aposentados estão disponíveis apenas para grupos de pessoas.

Independentemente do tipo, cada empréstimo e suas condições de pagamento é regido por diretrizes federais para proteger os consumidores de práticas desagradáveis, como taxas de juros excessivas. Além disso, a duração do empréstimo e os termos padrão devem ser claramente detalhados para evitar confusão ou possíveis ações legais.

Em caso de inadimplência, os termos de cobrança da dívida pendente devem especificar claramente os custos envolvidos na cobrança da dívida. Isso também se aplica às partes das notas promissórias. Se você precisar de dinheiro para um item essencial ou ajudar a tornar sua vida mais administrável, é bom se familiarizar com os tipos de crédito e empréstimos que podem estar disponíveis para você e os tipos de termos que você pode esperar.

Modalidades de empréstimo

As duas categorias básicas de crédito ao consumidor são crédito aberto e fechado. O crédito aberto, mais conhecido como crédito rotativo, pode ser usado repetidamente para compras que serão pagas mensalmente, embora não seja necessário pagar o valor total devido a cada mês. A forma mais comum de crédito rotativo são os cartões de crédito, mas o cheque especial e empréstimos pessoais também se enquadram nessa modalidade.

O crédito fechado é usado para financiar uma finalidade específica por um período de tempo específico. Eles também podem assumir uma forma de um financiamento, porque os consumidores são obrigados a seguir um cronograma de pagamento regular (geralmente mensal) que inclui juros, até que o principal seja quitado.

A taxa de juros para empréstimos e financiamentos varia de acordo com o credor e está intimamente ligada à pontuação de crédito do consumidor. Geralmente podem existir certas garantias para o pagamento do empréstimo, principalmente se for o financiamento de um bem, como um carro ou casa. Nesses casos, o credor pode tomar o item de quem está fazendo o financiamento para quitar a dívida.

Tipos de empréstimos

Entenda os diferentes tipos de empréstimos e veja como tirar vantagem de cada um deles. (Foto: Loan Data Corp)

Tipos de empréstimos bancários

Tipos de empréstimos variam porque cada empréstimo tem um uso específico pretendido. Eles podem variar por período de tempo, como as taxas de juros são calculadas, por quando os pagamentos são devidos e por um número de outras variáveis.

Empréstimos estudantis

Empréstimos estudantis são oferecidos aos estudantes universitários e suas famílias para ajudar a cobrir o custo do ensino superior. Existem dois tipos principais: empréstimos estudantis federais (FIES) e empréstimos estudantis privados. Empréstimos financiados pelo governo federal são melhores, já que normalmente vem com taxas de juros mais baixas e prazos de pagamento mais favoráveis ​​ao mutuário.

Hipotecas

As hipotecas são empréstimos distribuídos pelos bancos para permitir que os consumidores comprem casas que não podem pagar adiantadamente. Uma hipoteca está vinculada à sua casa, o que significa que você corre o risco de ser hipotecado (ter a casa tomada pelo banco) caso fique atrasado nos pagamentos. Hipotecas tem entre as menores taxas de juros de todos os empréstimos.

Empréstimos para compra de automóveis

Como hipotecas, empréstimos para automóveis estão vinculados à sua propriedade. Eles podem ajudá-lo a pagar por um veículo, mas você corre o risco de perder o carro se perder os pagamentos. Este tipo de empréstimo pode ser distribuído por um banco ou pela concessionária de carros diretamente, mas você deve entender que, embora os empréstimos da concessionária possam ser mais convenientes, eles geralmente carregam taxas de juros mais altas e acabam custando mais no geral.

Empréstimos pessoais

Empréstimos pessoais podem ser usados ​​para quaisquer despesas pessoais e não tem uma finalidade específica. Isso os torna uma opção atraente para pessoas com dívidas pendentes, como dívidas de cartão de crédito, que desejam reduzir suas taxas de juros transferindo saldos. Como outros empréstimos, termos de empréstimo pessoal dependem do seu histórico de crédito.

Empréstimos para aposentados

Instituições financeiras tem programas de empréstimos disponíveis para aposentados e suas famílias. Geralmente são empréstimos consignados, atrelados diretamente ao benefício da aposentadoria. Porém, são empréstimos com taxas de juros menores e vantajosas.

Empréstimos para pequenas empresas

Empréstimos para pequenas empresas são concedidos a empresários e aspirantes a empreendedores para ajudá-los a iniciar ou expandir um negócio. Dentre as fontes de empréstimos para pequenas empresas, merece destaque o BNDES.

Empréstimos com financeiras

Empréstimos com financeiras, salvo os casos de consignados, são empréstimos a curto prazo, com juros altos, projetados para preencher a lacuna de um contracheque para o próximo, usado predominantemente por pessoas sem planejamento financeiro que vivem de salário em salário. Desencorajamos fortemente os consumidores de contratar estes empréstimos por causa de seus altos custos e taxas de juros.

Empréstimo consignado

Funcionários públicos, pensionistas e aposentados, além de alguns funcionários do setor privado, podem obter empréstimos consignados, com as parcelas descontadas diretamente do salário.

Empréstimos consolidados

Um empréstimo consolidado destina-se a simplificar suas finanças. Simplificando, um empréstimo consolidado compensa todos ou vários dos seus débitos pendentes, especialmente a dívida do cartão de crédito. Isso significa menos pagamentos mensais e menores taxas de juros.

Empréstimos de amigos e familiares

Emprestar dinheiro de amigos e parentes é um tipo informal de empréstimo. Esta nem sempre é uma boa opção, pois pode prejudicar um relacionamento. Para proteger as duas partes, é uma boa ideia assinar uma nota promissória básica.

Adiantamentos em dinheiro

Um adiantamento em dinheiro é um empréstimo de curto prazo contra o seu cartão de crédito. Em vez de usar o cartão de crédito para fazer uma compra ou pagar por um serviço, você usa um banco ou caixa eletrônico e recebe dinheiro para ser usado para qualquer finalidade que precisar. Note que os juros são altos e pode haver uma cobrança de taxa pelo serviço.

Empréstimos com penhora

Você pode penhorar bens como imóveis, carros, jóias, ou usá-los como garantia em empréstimos. Os juros são geralmente mais baixos, mas é preciso ter disciplina nos pagamentos para evitar o risco de perder seu bem por não pagar o empréstimo.

Onde conseguir empréstimo?

Sempre que você decidir pedir dinheiro emprestado – seja para pagar as contas ou comprar um item de luxo – certifique-se de entender completamente o acordo. Saiba que tipo de empréstimo você está recebendo e se está vinculado a algum de seus pertences. Além disso, familiarize-se com os seus termos de reembolso: qual será a sua obrigação mensal, quanto tempo terá de pagar o empréstimo e as consequências da falta de um pagamento. Se alguma parte do contrato não estiver clara para você, não hesite em pedir esclarecimentos ou ajustes.

O melhor lugar para pedir empréstimos são instituições financeiras de renome. Financeiras raramente tem melhores condições, mas é bom pesquisar para comparar taxas. Acima de tudo, esteja preparado para os pagamentos e planeje sua vida financeira para não ter que usar o empréstimo novamente.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)