Os agiotas cobram taxas abusivas e usam práticas antiéticas e ilegais para cobrar as dívidas. Alguns agiotas cobram até 100% de juros. Por isso, é de extrema importância que as pessoas conheçam melhor como esses profissionais agem para evitar os riscos envolvidos em pegar dinheiro com agiotas.

Dinheiro emprestado de agiota: como funciona?

Agiotas muitas vezes avaliam taxas iniciais e oferecem empréstimos com prazos muito curtos. Eles usam violência, ameaças e outras práticas ilegais para cobrar o dinheiro devido. Alguns deles até mesmo confiscar carteiras de identidade e outros documentos como uma garantia de reembolso. A razão é que quem pega um empréstimo de um agiota não está legalmente obrigado a pagá-lo de volta. Agiotas geralmente procuram por pessoas mais velhas com a promessa de aprovação instantânea para um empréstimo, sem verificação do histórico de crédito, bem como empréstimos baratos. Eles também visam minorias, como trabalhadores temporários, e pessoas desesperadas que estão com falta de dinheiro, bem como pessoas de baixa renda que estão afundadas em dívidas. Muitos deles operam ilegalmente sem terem qualquer licença. Antes de pegar qualquer empréstimo, você deve garantir que a financeira ou banco estão autorizados a realizar transações financeiras pelo Banco Central.

Empréstimos de agiotas muitas vezes procuram vítimas vulneráveis, como aqueles que possuem alguma pendência legal e devedores com o nome sujo na praça. Agiotas tiram proveito do fato de que algumas pessoas não entrar em contato com a polícia, seja por ameaça ou por pendências legais. Eles podem coletar o cartão de crédito ou débito de quem estão pegando o dinheiro emprestado, pegar a carteira de motorista ou até o passaporte, no caso de imigrantes. Em geral, agiotas estão sempre crescendo sobre os membros mais fracos da sociedade, como aqueles com sérios problemas de dívida, que tem desconhecimento do sistema financeiro ou que tenham uma renda irregular.

Cuidado com agiotas

Fuja de pegar empréstimos com agiotas, pois você pode estar entrando em uma grande roubada. (Foto: Mirror)

Agiota é dinheiro rápido, mas cheio de riscos

Uma das principais diferenças entre, por exemplo, uma financeira que oferece dinheiro a negativo e os agiotas é que estes emprestadores ilegais usam do assédio, intimidação e ameaças de violência para recuperar dívidas. Eles podem usar meios ilegais para apreender bens e recuperar o dinheiro. Com uma financeira, as dívidas podem ser pagas legalmente, sem o risco de cobranças abusivas. Este não é o caso com os agiotas.

Seu nome pode ficar ainda mais sujo na praça se você estiver lidando com uma financeira e não for capaz de pagar o empréstimo. Com os agiotas, a falta de reembolso não tem qualquer efeito sobre a seu histórico financeiro. Isso acontece porque os agiotas não estão regulamentados e não tem o direito legal de cobrar dívidas não pagas. Além dos juros sobre juros, o não pagamento tem outras consequências, como uma dívida que só cresce e sobre a qual os agiotas aumentam seu poder sobre as vítimas.

Empréstimo de agiota: por que as pessoas recorrem a eles?

Velocidade, facilidade e conveniência são algumas das principais razões. Ao contrário de bancos e financeiras que tem critérios de empréstimo rigorosos, agiotas oferecem empréstimos instantâneos e tem critérios menos rigorosos com seus “clientes”. Pessoas que precisam de dinheiro urgente e que foram recusados ​​pelas instituições convencionais muitas vezes se sentem tentadas a obter um empréstimo rápido. Muitos clientes tem um histórico de crédito ruim e poucas outras opções. Consumidores com dívidas nos cartões de crédito, contas atrasadas, e outras preocupações financeiras também recorrer a esses empréstimos de juros elevados. A perda de emprego, perda de renda, doenças, falta de um plano de saúde, divórcio e morte na família são outras razões pelas quais as pessoas procuram os agiotas. Algumas pessoas pegam emprestado em mais de uma ocasião, o que leva a uma dependência dos empréstimos rápidos. O problema é que esta é uma solução rápida e uma solução de curto prazo. Mutuários com graves problemas financeiros podem ficar presos em dívidas.

Por que fugir dos agiotas para um empréstimo?

Uma razão para evitar empréstimos dos agiotas são os juros, que torna os empréstimos muito caros. Os agiotas também tem multas muito altas para atrasos ou não pagamentos. Enquanto os credores alegam que os empréstimos de curto prazo para quem tem um crédito ruim sejam arriscados, isso não muda o fato de que é muito caro pegar dinheiro emprestado de agiotas. Existem melhores alternativas, como financeiras que oferecem empréstimo consignado  cooperativas de crédito. Com os agiotas, o prazo de pagamento curto é outra razão para evitá-los. Além disso, pagar o empréstimo dentro do período acordado envolve uma enorme quantidade de estresse e pressão, principalmente através do uso de chantagem e coerção, e por alguns agiotas serem parte do submundo do crime. Práticas antiéticas são muitas vezes utilizadas para recuperar a dívida que, novamente, resulta em uma enorme quantidade de estresse. Alguns agiotas pressionam seus “clientes” para obter um novo empréstimo e pagar a dívida antiga. Os “clientes” não tem qualquer obrigação de pagar o empréstimo e o não pagamento não é considerado um crime. Agiotas, por vezes, ameaçam as pessoas que pegaram o empréstimo com prisão e acusações legais, o que é uma experiência muito estressante. Se você for assediado, certifique-se de entrar em contato com a polícia ou autoridades locais. Melhor ainda, evite os agiotas completamente e entre em contato com instituições respeitáveis que ofereçam taxas razoáveis.

Sinais que você está lidando com um agiota

Há muitas bandeiras vermelhas às quais você deve prestar atenção. Uma delas é que os agiotas não fornece papelada na forma de registro de pagamentos ou contratos de empréstimo. Outros agiotas chegam a oferecer muitas documentações com termos ambíguos e confusos. O fato de que ele se esconde ou não divulga informações, como multas e taxas de juros, é outro sinal de alerta. Muitos deles cobram taxas ocultas, que podem ser tão alta quanto 1,5% por dia. A taxa de juros pode ser tão alta quanto 400% quando somadas com outras taxas, um juro muito maior do que qualquer cartão de crédito. O fato de que seu provedor de empréstimo não está disposto a liquidar sua dívida é outra bandeira vermelha. Tenha em mente que alguns agiotas operam online, enquanto outros tem lojas ou escritórios físicos. Todo cuidado é pouco.

Acima de tudo, não se esqueça: eduque-se financeiramente antes de tentar qualquer empréstimo. Sua saúde financeira depende disso.

Você já teve problemas com agiotas? Como fez para resolver? Como fugiu dessa dívida?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)