Para fazer um plano de investimento sólido, você tem que saber por que você está investindo. Um plano de investimento, no conceito, tem um ou mais objetivos claros, e escolhas que vão te ajudar a chegar nesses objetivos mais facilmente. Seja um plano de investimento pessoal ou para sua empresa, a forma para construir um planejamento é muito parecida, e é fácil de seguir.

Plano de investimentos: o que é? Conceito!

É um planejamento dos investimentos pessoais ou de sua empresa para o curto, médio, e longo prazo. São as estratégias que serão adotadas para investir os recursos rumo a objetivos pré estabelecidos, tais como a compra de uma casa, renovação da frota da empresa, compra de um imóvel comercial, etc. A partir desses objetivos, a empresa ou as pessoas envolvidas no planejamento podem decidir onde é melhor alocar os recursos para maximizar os ganhos.

Plano de investimento pessoal ou empresarial: estabelecendo os objetivos

Os investimentos devem ser escolhidos com um objetivo principal em mente: segurança, renda ou crescimento. A primeira coisa que você precisa decidir é qual dessas três características é mais importante.

Você precisa de renda atual para viver em seus anos de aposentadoria, crescimento para que os investimentos possam fornecer renda mais tarde, ou a segurança (preservar o seu valor principal) a sua prioridade? Na empresa, os mesmos princípios funcionam: quer manter a posição da empresa no mercado, expandir o crescimento da empresa, ou manter uma reserva para a sazonalidade?

A idade de um indivíduo também influencia um plano de investimentos, já que quanto mais velho, a menos riscos uma pessoa deve se submeter. Na empresa, o fator idade corresponde à posição consolidada da empresa no mercado, no sentido que a empresa deve correr menos riscos quando ela estiver já com uma posição estável, mas sem deixar de investir em inovação. Este tipo de planejamento de investimentos projeta as futuras fontes de renda e despesas, incluindo quaisquer depósitos e retiradas dos investimentos. Isso ajuda a identificar o ponto no tempo onde será possível usar o dinheiro para as finalidades estabelecidas. Uma vez que você tenha uma estrutura de tempo para o investimento, poderá se planejar para o futuro.

Um ponto importante é quantificar seus objetivos futuros. Isso significa estabelecer os valores que você deseja ter para atingir os objetivos. Dessa forma, dá para saber quanto investir, quanto poupar, e qual o rendimento você precisará até chegar no seu objetivo, e em quanto tempo atingirá tais resultados.

Função de um planejamento financeiro

O planejamento de riquezas se baseia em guardar recursos para uso futuro, aplicando os recursos em investimentos que irão render o suficiente para você atingir os objetivos financeiros desejados. (Foto: askalexlin.com)

Plano de investimento financeiro: quanto separar para investir?

Muitas opções de investimento tem montantes mínimos para se investir e, por isso, antes de poder estabelecer um plano de investimento sólido, você tem de determinar quanto é possível investir. Você tem um montante fixo para investir, ou você será capaz de fazer contribuições mensais regulares?

Alguns fundos de investimento permitem que você abra uma conta com tão pouco quanto R$1.000, com depósitos mensais possíveis. Se você tem uma soma maior para investir, obviamente, mais opções estão disponíveis no plano de investimento. Nesse caso, você vai querer usar uma variedade de investimentos, para que você possa minimizar o risco de escolher apenas um. A decisão mais importante que você vai fazer é quanto a alocar para ações vs títulos. Outra decisão importante é se você deve construir seu portfólio ou trabalhar com um consultor financeiro.

Plano de investimento empresarial ou pessoal: quando você precisará do dinheiro novamente?

Estabelecer um período de tempo que você ou a empresa não dependerá dos recursos investidos é extremamente importante. Se você precisar de dinheiro para comprar um carro em um ano ou dois, ou trocar a frota de veículos da empresa anualmente, você vai criar um plano de investimento diferente do que se você estiver colocando dinheiro em um investimento para a aposentadoria ou expansão da empresa.

No primeiro caso, a principal preocupação é a segurança, pois você não quer perder dinheiro antes da compra. No segundo caso, você está investindo para a aposentadoria ou expansão da empresa, e como são investimentos de longo prazo, então é irrelevante o rendimento após um ano. O que você deve se importar são nos ganhos de médio e longo prazo.

Na realidade, um crescimento significativo normalmente requer pelo menos 5 anos ou mais de tempo no mercado.

Plano de investimento de uma empresa: quanto risco assumir?

Alguns investimentos envolvem riscos altos, literalmente o risco de perder todo o seu dinheiro. Esses investimentos são muito arriscados para a maioria das pessoas e empresas. Uma maneira fácil de reduzir o risco de investimento é diversificar investimentos. Ao fazer isso, você ainda pode experimentar oscilações no valor do investimento mas, no entanto, você pode reduzir o risco de uma perda completa devido ao mau momento econômico ou outras circunstâncias infelizes.

Seja cauteloso ao fazer apenas investimentos de alto rendimento. Não existe tal coisa como retornos elevados com baixo risco. Melhor ganhar retornos moderados do que oscilar entre altos e baixos. Se você decidir participar da oscilação com seus recursos pessoais ou da empresa, lembre-se, que isso pode sair pela culatra e você pode experimentar grandes perdas.

Lembre-se de fazer investimentos balanceados. Por exemplo, se você tem um investimento para apostar na alta do dólar, tenha outro para apostar na baixa do dólar. Isso ameniza os riscos, e você pode ter um tempo de reação razoável antes de fazer a alocação de recursos.

Planejamento de investimentos: onde investir?

Muitas pessoas investem no primeiro fundo de investimentos que aparece. É melhor apresentar uma lista completa de todas as opções que atendam aos objetivos de investimento. Em seguida, tome algum tempo para entender os prós e contras de cada um. Restrinja suas opções de investimento finais para alguns sobre os quais você se sentir mais confiante. Alguns investimentos são ótimos para o dinheiro de aposentadoria de longo prazo, e para a expansão futura da empresa. Outros são mais especulativos, o que significa que talvez você possa colocar algum dinheiro em apostas, sem prejudicar os investimentos principais. Tipos de investimentos incluem títulos do tesouro, ações na Bolsa de Valores, fundos de investimento, previdência privada, câmbio, e mais.

Depois de ter um plano, mantenha ele funcionando. Essa é a chave para investir com sucesso. Reavalie os investimentos com uma certa frequência, para garantir que tudo está saindo como planejado.

Como você faz seu planejamento de investimentos pessoais ou da empresa? Que dicas tem para dar a quem está fazendo esse planejamento agora?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)