Ontem assisti ao pronunciamento do Ministro da Fazenda em relação à nova medida de diminuição do IPI para auxiliar a venda de veículos. Além do IPI, alguns outros impostos foram também reduzidos pra facilitar o crédito à pessoa física (para que possam comprar carros) e às empresas, para que possam comprar máquinas, equipamentos e veículos, como utilitários, caminhões e ônibus.

Acho quase inacreditável como o lobby das montadoras funciona dentro do governo. Não vejo outra explicação senão essa para justificar o fato de que o governo auxilie tanto este setor em detrimento de outros. Primeiro foi o protecionismo ao aumentar as taxas para a entrada de veículos importados, agora é mais uma diminuição temporária do IPI para “alavancar” as vendas de carros.

Enquanto o ministro Guido Mantega lia com dificuldade os números que até para ele pareciam novidade, eu me perguntava: será que isso está mesmo acontecendo? Ninguém vai perguntar sobre o preço absurdo do carros no Brasil e dos enormes repasses de lucros das montadoras para suas sedes no exterior? Esperei pacientemente pelo momento das perguntas mas não vi repórter nenhum perguntar algo neste sentido. Todos blindados pelo nome forte da mídia que representavam, apenas fizeram as perguntas óbvias que qualquer pesquisa na internet responderia.  Porque ninguém aproveitou que estava ao vivo para perguntar:

  • “Sr. Ministro: como você explica os carros fabricados no Brasil serem vendidos nos países vizinhos por pouco mais da metade do preço com que são comercializados aqui, e ainda mais completos?”
  • “Sr. Ministro: porque os lucros das montadoras é muito maior no Brasil do em todos os outros países em que elas tem fábrica?

Este tipo de pergunta sim, poderia ter feito a diferença num momento como este. Quando é que a grande mídia terá a coragem de expor com veemência e mesmo fazer uma campanha neste sentido, com o objetivo de diminuir os preços dos carros no Brasil?

Ainda sequer estou ponderando a respeito da qualidade dos veículos que, com a dificuldade de entrada dos estrangeiros, tende a continuar com padrões de 30 anos atrás! Em que país do mundo é permitido vender um carro zero que não tenha cinto de três pontos? Airbag e ABS já são itens de série em praticamente todo carro europeu e americano, mesmo custando muito menos que aqui.

Me orgulho de algumas iniciativas existentes na internet para alertar os consumidores sobre a armadilha por trás da compra de um carro zero. A página do Lucro Brasil no Facebook tem feito este trabalho de conscientização na rede social, mas ainda atinge um número ínfimo de pessoas. A imagem abaixo é do site Lucro Brasil, e mostra a discrepância do preço de um carro fabricado no Brasil e que é vendido MAIS BARATO no México, após pagar frete e impostos para entrar lá!

Preços de carro no Brasil e no exterior

Um carro fabricado no Brasil é mais caro aqui que no México

Se você quer saber mais sobre os números do mercado automobilístico, acompanhe diariamente as notícias da mídia especializada em veículos e de vez em quando compare os preços de carros no Brasil e no exterior. Você vai ter uma amarga surpresa e vai ficar com raiva quando entrar em uma concessionária!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)