Investir em um negócio, especialmente uma startup, é um dos investimentos de maior risco que você pode fazer. Mais da metade dos novos negócios falham nos primeiros cinco anos, de acordo com dados de instituições como o SEBRAE. Se a loja que você investe se dá mal, você não só corre o risco de perder seu investimento. Quando envolvemos parentes no negócio, o seu relacionamento com eles também pode ser perdido com o investimento mal feito.

Se algum parente vem até você para pedir um empréstimo, sua melhor opção é pensar bem e refletir com as questões abaixo para que você não acabe destruindo sua relação familiar.

Pesquise o mercado

Seu parente pode ter uma grande receita para o lucro, mas o que acontece com o plano de negócios? Qual é o tamanho do mercado e concorrência? Esta é a sua chance de fazer um palpite sobre se a ideia é na verdade viável. Ouça seu parente e peça outros amigos ou contatos de negócios que trabalham no mesmo mercado por conselhos. O que eles vêem como barreiras à entrada? O que eles encaram como desafios? Quais são as oportunidades? Bibliotecas e faculdades locais também podem oferecer relatórios de mercado úteis. Se seu parente não tem um plano sólido, deixe que seja um bom sinal de que você não deve entregar todo o dinheiro ainda.

Saiba como seu dinheiro será investido

Será que seu parente vai usar seus R$10.000 para a compra de um forno? Pagar os primeiros meses de aluguel? Compra de seguro? Ou alguns aventais de alta costura, talvez? Você deve saber onde seu dinheiro está indo e talvez até mesmo ter uma palavra a dizer nessas decisões .

Investindo em negócios de família

A família é um bom investimento, desde que você faça a gestão dos riscos corretamente. (Foto: www.bainesandernstblog.co.uk)

Seja claro sobre o seu papel

Falando de ter uma palavra a dizer, você está financiando seu parente como um investidor em silêncio? Ou será que você quer jogar um papel de decisão no negócio, também? Deixe claro seu papel para que não resulte em discussões acaloradas mais tarde.

Saiba quem vai gerir o negócio

Seu parente pode ser uma grande pessoa de “ideias “, mas pode não ser tão fantástico quando se trata de dinheiro. Saiba como ele pretende delegar as responsabilidades do negócio e se você conseguir avaliar os pontos fortes e fracos das habilidades de seu parente, saberá exatamente onde pode dar melhores conselhos.

Certifique-se de que há outro dinheiro no jogo

Você é o único investidor? Seu parente convenceu os outros a pular no vagão também? Em geral, é um bom sinal quando uma empresa tem vários investidores que acreditam que o negócio vai prosperar, incluindo os bancos. Verifique se o seu parente está cavando o bolso dele também com pelo menos 10% ou 20 % do investimento.

Coloque o negócio em contrato

Uma vez tomada a decisão de investir, coloque tudo por escrito. Para evitar a tensão, tenha um terceiro, de preferência um outro investidor que não seja um amigo, elaborando os termos e jogando como mediador. Este pode ser um trabalho para um advogado. O contrato tem que conter todas as informações desde o valor dos investimentos até quanto cada um terá direito nos lucros.

Quanto ao retorno do seu investimento, isso é algo que você terá que descobrir com sua irmã. Apenas tenha tudo por escrito!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)