Ao comparar os preços entre móveis prontos e móveis sob encomenda vem o susto. Os valores são muito mais altos e quase impedem que haja uma negociação justa pelos preços. E mesmo que você tente negociar, dificilmente conseguirá menores valores. Mas há de ser necessário entender porque isso acontece para saber se tais valores são realmente justos ou existe uma estratégia velada dos marceneiros e empresas que personalizam móveis para maximizar os lucros.

O preço pode estar certo

Mobiliário sob encomenda não é necessariamente mais caro do que peças prontas de um showroom ou cadeia de lojas para ser fabricado, e pode até ser mais barato. Mas há alguns valores “invisíveis” no preço.

Uma empresa ou marceneiro independente tem que pagar um designer uma taxa fixa e muitas vezes uma percentagem das vendas, e pelo menos a matéria prima, que ele não compra em grandes quantidades e por isso, acaba pagando mais por menores quantidades. Depois, há os impostos, transporte, publicidade e sobrecarga de custos para as lojas de varejo, tais como aluguel, seguro e até ar condicionado. Todos estes custos são lançados para o preço final na etiqueta.

Junte isso com a alta demanda de marceneiros no mercado de trabalho e a pouca oferta destes profissionais e temos um ambiente propício para a alta dos preços: há muita gente querendo móveis personalizados e poucas pessoas para fazê-los.

Está o tempo do seu lado?

Demora um tempo para projetar e construir mobiliário personalizado, é claro, por isso é fundamental estabelecer uma estrutura de tempo. Uma vez que o projeto foi definido e projetado, não é incomum que passar por algumas revisões antes de encontrar exatamente o tamanho certo, materiais e formas. Com mais tempo, também, você tem mais tempo para comparar preços e assim, obter algum desconto no valor bruto do produto.

O tamanho importa

Um marceneiro experiente pode fazer uma cama Queen cheia de detalhes. Porém, o trabalho para fazer os detalhes e o material usado resultarão em maiores custos para o comprador.

Usando móveis mais básicos

Se você gosta de algo complicado, espere gastar mais. Ir com um desenho pronto de um móvel para um marceneiro geralmente não resulta em muito dinheiro poupado, se este móvel não se encaixa em um padrão com o qual ele já esteja acostumado. O seu modelo vai dar mais trabalho para ele e com isso, ele vai demorar mais tempo e por isso, cobrará mais dinheiro. Fotos de móveis desejáveis podem até ajudar um pouco, mas nada muito impactante.

Preço alto de móveis personalizados

Um quarto cheio de móveis personalizados parece até atraente. Até o momento em que você vê a conta. (Foto: www.ikrunk.com)

Vá verde

Personalizar seus móveis dá-lhe uma maneira de controlar como sua peça é feita. Como a maior parte dos móveis atuais é feita de MDF, dificilmente você encontrará dificuldades em entender a procedência do material. Porém, se você quer ir para opções “menos sustentáveis”, no sentido de menos disponíveis de forma legalizada no mercado, saiba que irá pagar um valor caro por isso.

Um móvel para a vida inteira

Móveis sob medida dificilmente são trocados ou vendidos. Eles são quase que para a vida inteira, quando feitos com material de boa qualidade e por profissionais bem qualificados. Você pagar a mais por um produto também possibilita um controle maior da qualidade do mesmo, podendo mandar que o marceneiro refaça qualquer coisa que você não tenha gostado.

Plano de pagamento

Vale dizer que a maior parte dos marceneiros não trabalha com parcelamentos. Algumas empresas especializadas em personalização de móveis parcelam, mas os preços são muito mais caros em comparação com o mercado de móveis prontos. Isso faz com que o investimento não valha tanto a pena quando parcelado e o mercado à vista é a única opção, dificilmente com algum desconto.

De onde então vem os altos custos dos móveis sob encomenda?

Parte, pelo excesso de demanda e baixa oferta de profissionais. Outra parte, pelo despreparo dos profissionais para padronizar processos e modernizar suas técnicas de produção. E uma pequena parte vem dos altos custos para se manter uma empresa no Brasil.

Lógico, há profissionais que irão se aproveitar e cobrar até mais caro do que o “normal”, só para aumentar seus lucros. Mas uma rápida pesquisa pode te ajudar a separar tais profissionais daqueles que realmente tem ética de trabalho. No fim das contas, vale dar uma pesquisada no mercado para tentar encontrar um móvel que atenda suas necessidades. Como exemplo, quando fui comprar um sofá, passei muito tempo pesquisando e quando estava quase desistindo e indo para os planejados, encontrei um modelo pronto que ainda poderia ser personalizado em alguns aspectos. Foi mais do que suficiente. Portanto, pesquise bem antes de se decidir definitivamente e você pode acabar com uma boa quantia de dinheiro a mair no seu bolso.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)