A herança jacente é uma situação em que o proprietário legítimo de uma propriedade, cargo ou título ainda não foi decidido. No processo de herança no Brasil, entender como funciona este tipo de herança é importante para garantir que todos os herdeiros terão seus direitos garantidos, e as heranças serão corretamente distribuídas.

O que é herança jacente?

A herança jacente ocorre quando o atual proprietário ou titular não declara beneficiário. Em vez disso, o novo proprietário é determinado pelo resultado de um determinado evento em algum momento no futuro. Assim, a propriedade da propriedade, cargo ou título não é preenchido.

Muitas propriedades são colocadas em fundos com estipulações que devem ser cumpridas antes que a propriedade possa ser tomada. Por exemplo, se um fundo fiduciário for dado a uma criança assim que ela terminar a faculdade, os fundos serão considerados suspensos até que a meta seja concluída.

A suspensão também existe quando não há ninguém que possa declarar facilmente a propriedade futura. Por exemplo, um fundo pode ser estabelecido por um pai que não tem netos, mas espera ter netos um dia e deseja deixar fundos para eles em uma data futura. Como esses netos ainda não existem, a receita será mantida em suspenso até que essas crianças nasçam.

Herança jacente na legislação

A herança jacente é parte da legislação brasileira. (Foto: Debrett’s)

Tipo de herança jacente explicada

A herança jacente ocorre quando o legítimo proprietário de uma propriedade ou trust não foi decidido ou não cumpriu as obrigações exigidas para herdar a propriedade, como idade ou requisitos de realização. Basicamente é quando não há herdeiros definidos para um falecido. Assim, é necessária a abertura de um fundo para gerir a herança até que os herdeiros sejam definidos.

O que é um fundo de herança?

Um fundo de herança é um arranjo legal criado de acordo com as especificações do testamento de uma pessoa. Ele é criado para tratar de quaisquer ativos acumulados durante a vida dessa pessoa ou gerados como resultado de uma ação judicial post mortem, como um acordo em um pedido de sobrevivência ou o produto de uma apólice de seguro de vida mantida no estabelecimento.

Um fundo pode ser criado para supervisionar esses ativos. Um administrador é nomeado para dirigir o fundo até um determinado momento em que o trust expire. Essa data pode ser quando os beneficiários menores atingem uma idade específica ou atendem a algum tipo de estipulação, como completar uma meta educacional definida ou alcançar um status matrimonial especificado.

Quatro partes estão envolvidas em uma relação de fundo de herança. O primeiro é a pessoa que especifica que o fundo seja criado, geralmente como parte de um testamento. Também pode ser colocado em suspensão durante a vida da pessoa. Essa pessoa pode ser chamada de concedente ou fiador, mas geralmente é chamada de instituidor. O dever do administrador, também chamado de curador, é cumprir os termos do testamento. O administrador é nomeado no testamento ou pode ser nomeado pelo tribunal de sucessões que trata do testamento. Além disso, existe o beneficiário ou beneficiários, que receberão os bens do fundo. Embora não façam parte do truste em si, o tribunal de sucessões é um componente necessário da atividade do fundo porque o tribunal supervisiona o tratamento do fundo.

Exemplo de herança jacente

Suponha que João morra repentinamente sem deixar testamento. Durante sua vida, ele adquiriu vários ativos, incluindo propriedades e dinheiro. Seus irmãos e filhos reivindicam a propriedade de seus bens. Até que o tribunal possa resolver as reivindicações concorrentes e dividir os bens de sua propriedade entre eles, a propriedade e o dinheiro são mantidos em jacência.

Suponha que, neste exemplo, João deixe um testamento. No testamento, João deixa seu apartamento em São Paulo para o filho quando ele completa 21 anos. Ele também cria um incentivo em sua propriedade para o filho. Se ele entrar em uma faculdade, ele pode herdar R$100.000. Seu filho tem atualmente cinco anos. Como resultado, o apartamento e os fundos ficam em jacência até que ele complete 21 anos ou seja admitido em uma faculdade.

Vale lembrar que os limites de distribuição de herança que pode ser distribuída em testamento ainda são válidos para a herança jacente.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)