Muitas pessoas sonham com a casa própria, e fazer a lição de casa com um considerável esforço de sua parte vai garantir que o processo vá tão bem quanto possível e você não irá morder mais do que você pode mastigar. Seguir estes passos vai te ajudar a garantir uma blindagem contra incertezas na compra de uma casa e garantir a melhor compra possível.

Um primeiro passo e não muito conhecido aqui no Brasil é o fortalecimento do crédito. Mas o que é isso afinal? Nos EUA, você tem uma pontuação de crédito de acordo com sua disciplina para o pagamento de suas dívidas. Aqui no Brasil, podemos fazer uma pequena adaptação.

Como você irá dedicar parte de suas finanças para uma casa nova, é importante que você quite todas as suas dívidas e esqueça de qualquer tipo de empréstimo ou financiamento que não seja direcionado para a nova case. Pague seus cartões de crédito por inteiro, diminua o limite deles, quite todas as suas dívidas antes de dar entrada em uma casa. Seja fazendo um pagamento a vista pelo imóvel ou um financiamento, se você tiver dívidas, você pode acabar se vendo em uma grande encrenca ao tentar quitar seus débitos e ter a responsabilidade de uma casa própria.

Feito isso, determine prazos: se você já tem uma residência, pode aumentar o prazo de acúmulo de dinheiro para uma entrada maior no financiamento ou o pagamento total do imóvel. Se você está no aluguel e está buscando uma residência já pronta (que não esteja mais em construção) o prazo pode ser menor. A meta aqui é, se você tem condições de esperar um pouco mais, espere para aumentar o valor de entrada, diminuir as parcelas a serem pagas e, consequentemente, os juros.

Antes de pegar esse dinheiro e sair comprando o imóvel, pense se essa compra é para você. O aluguel é barato na sua cidade e comprar imóveis está muito caro? Você está planejando se mudar nos próximos anos? Sua segurança no emprego anda meio duvidosa? Se algum destes se aplicar, a compra pode não ser uma boa jogada. Afinal, os dias em que as casas poderiam ser rapidamente invertidas por mais dinheiro são história. Principalmente agora, com a grande oferta de casas novas no mercado.

Comprando imóveis

Antes de sair para comprar seu imóvel, planeje-se financeiramente e organize sua vida para o novo investimento. (Foto: financiamentoimoveis.blogspot.com)

Os imóveis não são um investimento tão líquido quanto antigamente. Se você não sente que você está indo para ficar em seu trabalho em sua localização atual por muito tempo, considere o aluguel e economize para quando você finalmente se estabilizar

Faça uma verificação de crédito. Isso consiste em ir à várias diferentes instituições financeiras e pesquisar taxas e condições de pagamento. Isso inclui também extras, como seguros e outras garantias. A Caixa tem a fama das melhores taxas. Mas será que seu banco não consegue uma taxa similar mas com condições melhores, como um seguro incluso no financiamento? Talvez seja mais em conta.

E aí entramos em outra questão essencial: o pré-pagamento. Financie o mínimo possível do valor do imóvel. Você sabe que você pode dar ao luxo de comprar uma casa, se tiver guardado dinheiro suficiente para um pagamento antecipado. Isso também inclui bônus e benefícios que você pode pagar durante o financiamento, reduzindo os juros.

Depois de encontrar as melhores condições e ter um bom valor de entrada, não esqueça de voltar aos bancos que já foi anteriormente, buscando ofertas melhores do que você já recebeu.

Contrato imóveis

Tanto o contrato de compra do imóvel quanto o de um financiamento devem ser lidos com muito cuidado e, preferencialmente, com o auxílio de um advogado, evitando problemas no futuro. (Foto: imovelcompra.com.br)

Lembre-se de valores que você tem que pagar para oficializar a compra, como documentos, registro no cartório, escritura e tudo mais. Pode não parecer muito, mas se você já estiver comprometendo um valor mensal de seu salário para o financiamento, os custos de legalização do imóvel podem pesar muito no bolso.

Seja realista sobre os custos. Isso quer dizer ser bem pessimista. Pense no pior que pode acontecer. ter uma residência significa pagar impostos, pagar contas, se responsabilizar por reformas e possíveis problemas que a residência possa ter. Pense em uma porcentagem de seu salário separada para emergência. E sequer encoste em seu fundo de emergência para pagar a casa: ele vai ser a garantia para as emergências que com certeza irão acontecer nos primeiros meses de casa própria.

O maior erro que você pode cometer ao comprar sua casa é ficar sem dinheiro para outras coisas. Uma garantia você pode ter: se não fizer uma reserva de fundos para emergências, tenha certeza absoluta de que irá passar por maus bocados.

Na compra de um imóvel novo, não esqueça de seguir nosso guia sobre como garantir que o imóvel comprado é o imóvel é exatamente o imóvel que foi negociado. Neste guia você também pode fazer algumas adaptações para a compra de um imóvel que não esteja na planta, garantindo mais ainda a segurança que você precisa para dormir em paz com sua casa nova.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)