IPTU, IPVA, DPVAT, matrícula na escola, matrícula na faculdade, carnaval, férias. Os custos de início de ano vão aparecendo e só aumentando. Se você perde o controle desses gastos, chances são de que você passará o ano inteiro pagando as contas, e no ano seguinte…bem, tem todas essas contas de novo para pagar.

Gastos de início de ano: despesas que podem acabar com suas finanças

Você pode ter uma boa ideia de onde o dinheiro está indo em uma base diária, mas antes de começar a trabalhar em um plano de gastos ou orçamento familiar, é importante chamar a atenção para as despesas periódicas. Isto é mais importante ainda no início do ano, quando várias despesas periódicas anuais tem de ser pagas.

Fazem parte desse grupo de despesas periódicas no início do ano:

Os impostos anuais (imposto de renda, IPVA, DPVAT, IPTU, etc)

Despesas profissionais (CREA, COREN, CRP, demais entidades de categorias diversas)

Despesas com seguros (vida, carro, habitacional)

Despesas escolares (matrícula, material, vestibular)

Despesas com lazer (férias, carnaval)

Muitas vezes, nós sabemos quando esses eventos ocorrerão, mas não nos planejamos para eles. Infelizmente, quando surgem essas despesas, muitas pessoas acabam se enrolando, e procurando linhas de crédito ou fazendo parcelamentos para estender os seus rendimentos mensais. Não conseguir pagar essas contas é um sinal de problemas financeiros.

Planejamento de gastos para começo do ano

Ao planejar seus gastos do início de ano, você evita que surpresas desagradáveis no início do ano com os altos custos inesperados! (Foto: seudinheironarede.com)

Planejamento para despesas de início de ano

Para evitar esse cenário, as dicas de planejamento abaixo podem te ajudar bastante, evitando emergências financeiras que você tenha que pagar pelo ano inteiro.

Determine o quanto você gastou no ano passado para despesas periódicas –  Suponha que você vai gastar pelo menos esta quantidade novamente este ano. Guarde esse dinheiro todo mês.

Não esconda despesas – Só porque você não lista uma despesa não significa que você não terá que gastar dinheiro com isso. É também uma forma de esconder despesas pensar que, durante o carnaval, você vai ficar em casa, quando todo carnaval você acaba viajando para algum lugar. Leve em consideração seus costumes e rotina.

Planeje o pagamento dos seguros – E também os prêmios e franquia do veículo. Tome cuidado com essas despesas, e deixe sempre um dinheiro a mais no seu fundo de emergência para evitar surpresas financeiras, caso tenha que acionar o sinistro do seguro.

Abra uma conta CDB ou poupança – Quando você tem uma ideia realista do que você terá que gastar em despesas periódicas durante o ano, divida o montante total por 12 e poupe essa quantia a cada mês. Veja se é possível tornar esse depósito automático através de seu banco ou instituição financeira.

Se está em cima da hora, corte gastos não essenciais – Não economizou durante o ano para pagar seus impostos? Então, você não deve viajar nas férias. Comprou presentes demais no Natal e acabou com o décimo terceiro? Então, hora de cortar o Carnaval. É importante estabelecer uma hierarquia de importâncias, colocando os custos mais urgentes em primeiro lugar.

Exemplo de planejamento para despesas de início de ano

Aqui está um exemplo de uma despesa periódica pode impactar no seu orçamento mensal, se você tiver o planejamento certo:

Matrícula dos filhos na escola: R$800 ao ano.

Mensalmente, você tem que economizar R$67, que ainda terão um rendimento financeiro ao final de 12 meses, além de não ter o desespero de ter que tirar dinheiro de não sabe onde para pagar a dívida. O quanto antes você começar a economizar, melhor será para você e sua família.

Se você já está endividado, já passou da hora de planejar para sair da dívida né?

Nossas dicas te ajudaram? Quais dicas ajudaram mais? Compartilhe conosco nos comentários!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)