Nada na vida é certo além da morte e dos impostos. Enquanto os impostos são certamente inevitáveis, não desperdice o seu tempo vasculhando a internet por dicas e ferramentas para te ajudar no imposto de renda. Falaremos bastante da melhor ferramenta para o Imposto de Renda, que é o próprio site da Receita Federal. Mas dedicaremos, ao final do artigo, um tópico exclusivo para várias ferramentas essenciais na organização da declaração.

Declaração do imposto renda: site da Receita Federal

A primeira e melhor ferramenta para a declaração do Imposto de Renda é o site da Receita Federal. É possível obter informações específicas por categoria, se você está procurando obter instruções sobre reembolsos ou pagamentos, créditos e deduções, ou links para formulários e explicações de limites para dedução, isenção, e alíquotas. Há também páginas exclusivas para a declaração, para saber como declarar cada item, tais como ações, gastos médicos, gastos com dependentes, etc. É também pelo site da Receita Federal que você pode baixar o programa para fazer a declaração do Imposto de Renda.

Ferramentas para declarar o IRPF

Todo ano, declarar o IRPF pode ser um grande desafio. Sabendo quais são as ferramentas certas para te ajudar na declaração. (Foto: www.contadoraqualquercusto.com.br)

Declaração do imposto renda: restituição e pagamento

Sem surpresa, a Receita oferece vários links e aplicativos onde os contribuintes individuais podem fazer seus pagamentos diretamente com as guias geradas pelo Programa do IRPF. É possível também saber os valores de restituição, antes que eles sejam creditados na conta indicada na declaração. Nesse mesmo link, é possível acompanhar todo o processo de restituição, e saber quando ela foi liberada.

Declaração de créditos e deduções no IRPF

Pesquise para ter certeza que você está pagando a quantidade correta de impostos, pois você vai querer garantir que está escrevendo corretamente os créditos e deduções. As informações da Receita determinarão como as suas circunstâncias individuais se qualificam para receber deduções específicas do imposto que você deve. São doações, Previdência Privada, gastos com dependentes, gastos médicos, gastos com educação, etc. Existem algumas deduções que podem te surpreender por serem possíveis. A leitura do site da Receita é essencial para saber quais são essas deduções.

Tabelas do IRPF

As tabelas são todas as alíquotas e os limites para incidência de impostos ou para receber a restituição. Existem tabelas para dedução com dependentes, tabelas sobre ganhos de capitais, tabelas sobre ganhos mensais, etc. São muitas tabelas, mas elas são essenciais para uso como referência e suporte no planejamento da declaração do Imposto de Renda. Essas tabelas tem que estar sempre abertas, ou até impressas, para serem usadas como referência.

Outras importantes ferramentas para a declaração do IRPF

O site da Receita Federal é, de longe, a melhor ferramenta para declaração do Imposto de Renda. Muita gente usa sites de revistas, ou portais de notícias como base para declaração do IRPF. Nós recomendamos diretamente o site da Receita porque concentra todas as informações mais importantes em um lugar só. Isso não tira a importância de sites e portais, que podem dar algumas dicas importantes na hora de poupar dinheiro na declaração, o que os tornam uma excelente ferramenta para a declaração do IRPF, assim como outras, ferramentas, tais como:

  • Blogs e sites de finanças pessoais: contém dicas importantes para receber a restituição mais rápido, economizar com dependentes, se é melhor fazer uma declaração simples ou completa, fazer uma declaração junto ao cônjuge ou separado, etc.
  • Pastas organizadoras: preferencialmente separadas por mês e tipo de comprovantes. Use essas pastas para guardar todos os documentos importantes para o IRPF, tais como holerites, mensalidades, comprovantes de renda, etc.
  • Caderno, lápis, calculadora e caneta: você vai usar. Quem preferir, pode até usar o computador, mas o papel e a caneta são mais fáceis para anotar itens importantes do IRPF. Além é claro, de uma calculadora para saber seus impostos devidos.
  • Declarações de bancos, instituições financeiras, planos de saúde, etc: são entregues anualmente, ou podem ser impressas diretamente pelo site das empresas. Servem para fins de declaração do Imposto de Renda.
  • Contador: tenha o telefone de um bom contador em mãos, e peça a ele para revisar sua declação quando terminar. Acredite, o valor pago vale a pena, evitando que algum erro resulte em multa ou não receber uma polposa restituição.

Enquanto a declaração do Imposto de Renda não é um dos trabalhos mais gratificantes no mundo, é uma necessidade. Anualmente, você terá de fazer essa declaração, e aprender a lidar com essas informações. O quanto antes você se familiarizar com essas ferramentas, melhor será para você na sua declaração do Imposto de Renda desse e dos próximos anos.

Tem alguma ferramenta que deixamos de colocar aqui? Deixe nos comentários!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)