Como escolher um contador para te ajudar na declaração do imposto de renda?

Escrito na categoria "Educação financeira" por André M. Coelho.

Na hora de declarar o imposto de renda, a ajuda de todo mundo é bem vinda. Família, amigos, colegas, internet. Tudo é válido para que você possa declarar com a maior exatidão possível. Mas nada se compara com a ajuda de um profissional para fazer um imposto de renda completo. Este profissional é o contador. Mas nem todos eles são bons o suficiente para te ajudarem.

Em primeiro lugar, um contador pode ser especializado em imposto de renda para empresas. Esse contador, apesar de conhecer dos procedimentos para a declaração do imposto de renda pessoa física pode não conhecer alguns detalhes importantes, sobre alguns gastos que podem ser declarados para descontar do IR. É importante você conversar com ele para saber se ele tem alguma especialização e poderá te ajudar mesmo com detalhes importantes.

Empresas de contabilidade, normalmente, tem profissionais especializados em várias áreas. Porém, pelo alto volume de declarações em que estão envolvidos, eles podem não dar tanta atenção para seu caso específico e assim, não valer o investimento, mesmo que saia mais em conta do que a contratação de um outro profissional.

Cuidados e dicas para contratar um contador

O contador certo para sua declaração fará uma grande diferença na hora de enviar sua declaração para a Receita Federal. (Foto: www.consul.com.br)

O ideal é a contratação de um contador autônomo e com uma certa especialização em Imposto de Renda de Pessoa Física. Um bom profissional irá sentar com você por, pelo menos, meia hora e conversar sobre todas as suas finanças. Irá te perguntar sobre todos os gastos, explicar tudo que poderá ser taxado ou não, todos os impostos que você poderá poupar. Apesar de ser mais caro este atendimento, é também o mais personalizado e eficiente.

O importante do atendimento com o contador é que você saia do atendimento com uma melhor noção de todos os custos e gastos que você poderá incluir na declaração, além de recebimentos. Assim, a cada ano fica mais fácil declarar por conta própria e em um dado momento, não será necessário mais a contratação do contador.

Pense bem e invista no contador certo para seu caso.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário