Se você duvida do valor de um cursos de finanças pessoais, então podemos adicionar um pouco de lenha na fogueira da sua dúvida. Não é que um consultor financeiro não seja uma boa opção, de forma alguma. Várias pessoas financeiramente bem sucedidas já fizeram algum curso de finanças. Se estas pessoas bem sucedidas fazem isso, por que você não deve fazer?

Curso finanças pessoais: cuidado com os conselhos milagrosos

Enquanto você é encorajado a ouvir o aconselhamento financeiro de especialistas quando for necessário, você ainda tem que exercer cautela antes de seguir tais conselhos. Quando você receber um conselho, independentemente de quem deu a você, algumas perguntas podem evitar que você esteja seguindo um conselho “bom demais para ser verdade”, e que pode acabar com sua saúde financeira.

Curso de finanças pessoais: presencial ou online, se for confuso, desconfie

Um curso de finanças pessoais deve ser simples de entender. Se não for, pode ter certeza que tem alguma coisa errada, seja nos seus estudos do tópico de finanças, seja no próprio curso em si. Você tem que entender e ser capaz de usar as informações do curso no seu dia a dia. Você tem que entender o que o curso está ensinando e quais serão seus efeitos sobre suas finanças.

Se existe alguma coisa que não está clara para você, então você precisa parar e rever o assunto uma, duas, três, quatro vezes. Os tutores do curso devem ter a paciência de esclarecer suas dúvidas. Se eles não podem explicar isso para você de uma maneira que você pode entender, então o conselho do curso de finanças pessoais não deverá ser seguido.

Exemplo: o curso ensina que você tem que começar a economizar para a aposentadoria, mas não ensina como exatamente fazer essas economias no dia a dia. Ao mesmo tempo, o curso ensina a fazer diversos investimentos, mas não explica onde, como, e com que dinheiro fazê-los. É confuso, e vai mais te atrapalhar do que ajudar.

Cuidados com conselhos financeiros

Conselho financeiro milagroso, mesmo de cursos renomados, não funcionam. Procure sempre conselhos de finanças que te ensinem a recuperar o controle do seu dinheiro gradualmente, no médio e longo prazo. (Foto: www.udemy.com)

Cursos de finanças pessoais gratuitos: os perigos dos serviços financeiros embutidos

Em cursos onde a explicação e comparação de investimentos é muito vago, é perigoso. Por que? Muitas dos cursos de finanças pessoais gratuitos que estão disponíveis foram criados por instituições financeiras ou bancos, que tem total interesse que você use os serviços financeiros oferecidos por eles. Por isso, é muito difícil você encontrar qualquer serviço financeiro com grandes desvantagens em um curso gratuito. Se durante o conselho de investimento do curso cada investimento não tiver uma lista completa e detalhada de vantagens, desvantagens, e perfil do investidor, pode desconfiar do curso, pois eles só querem te ensinar a investir no que eles acham melhor.

Exemplo: um curso ensina que você deve investir para a aposentadoria, e só recomenda a Previdência Privada. O curso não detalha as desvantagens da Previdência Privada, e nem te dá outras opções de investimentos para aposentadoria. Como isso vai contra o princípio fundamental dos investimentos, que é a diversificação da carteira, desconfie desse tipo de conselho em cursos de finanças pessoais.

Cursos que só dão uma opção de investimento para seu perfil investidor: desconfie!

Para cada tipo de investidor, independente da quantidade de dinheiro que eles tem disponível, há pelo menos uma dezena de investimentos possíveis. A maioria dos cursos, principalmente os gratuitos, oferecem um ou dois tipos de investimentos “ideais” para seu perfil e que, geralmente, tem a cobrança de taxas de administração. Se o curso não te ensina a diversificar os investimentos, com certeza, você deve desconfiar.

Exemplo: tenho perfil moderado como investidor, e tenho apenas R$200 na minha conta. No curso, me ensinam que com esse dinheiro, é melhor investir na poupança, apenas. Só que você pode investir em CDB, fundos de investimento, títulos do tesouro, entre muitos outros investimentos que aceitam R$200 como entrada para o investimento.

Objetivos financeiros pessoais: milagres não acontecem da noite para o dia

Em um curso de finanças pessoais bem estruturado, o curso vai começar te ajudando a estabelecer metas financeiras realistas. Vai te ajudar a entender melhor o que pode estar te atrapalhando a atingir essas metas, e como superar esses obstáculos. O curso de finanças pessoais que oferecer “riqueza e ganhos do dia para a noite” simplesmente está prometendo muito mais do que pode cumprir.

Exemplo: cursos de finanças pessoais que oferecem meios para limpar seu nome agora. Geralmente, limpar seu nome vai exigir reunir documentos, comprovantes de renda, conversas com as empresas para as quais você está devendo, planejamento financeiro, e muita negociação. Garanto que a limpeza do nome não vai demorar menos do que algumas semanas, a não ser que você pague todas as dívidas a vista.

O curso de finanças pessoais que não oferece conselhos de curto, médio, e longo prazo, deve ser desconfiado

Quando um curso de finanças pessoais não dá dicas financeiras para daqui a 1 ano, para daqui a 3 anos, e para daqui a 5 anos, há algum problema no curso. Um curso de finanças que não oferece o planejamento financeiro abrangente, e só apela para o imediatismo, deve ser evitado a todo custo. O imediatismo financeiro, isto é, investimentos e decisões financeiras que tem resultados rápidos, podem ter efeitos negativos duradouros nas suas finanças, apesar de um alívio imediato.

Exemplo: o curso aconselha fazer uma consolidação de suas dívidas, isto é, juntar todas as suas dívidas em um só empréstimo. Mas e daqui a um ano, você terá ainda dinheiro para pagar as parcelas desse empréstimo? Como você fará para economizar e pagar esse empréstimo todos os meses? Curso que não ensina o passo a passo pode estar tentando só te vender serviços financeiros.

Quando um curso dá conselhos que soam bons demais para serem verdade, fuja!

Quando os conselhos financeiros de um curso são bons demais para ser verdade, é hora de fugir. Não existe solução milagrosa para problemas financeiros, nem para ficar rico. Se você está com dificuldades financeiras agora, isso vem de anos de problemas financeiros, não apenas um ou outro dia.

Exemplo: curso oferece te tirar do vermelho em menos de um mês. Isso é balela. Para sair da dívida, são meses que você terá que planejar a frente de hoje, contando todos os valores que terá de pagar para sair do débito.

Todas estas questões irão ajudar a determinar se um conselho é realmente bom para você ou não. Caso você tenha dúvidas, nosso espaço de comentários está aberto para sua participação e suas perguntas.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)