Desde junho de 2011, a Receita Federal não emite mais o cartão azul de plástico do CPF. Ele foi substituído pelo Comprovante de Inscrição no CPF, um documento simples que você imprime em casa, sem enfrentar nenhuma fila e sem nenhuma espera. Imprimir a segunda via é mais fácil ainda, bastando apenas que o usuário clique neste link para obtê-la.

Anteriormente, quem já tinha declarado Imposto de Renda nos dois últimos anos podia retirar a segunda via do CPF pela internet. Eram necessários os recibos de entrega do imposto para ter acesso ao site onde se obtinha a segunda via do CPF, além de outros serviços.

Para tirar a segunda via agora, você só precisa de ter alguns dados pessoais em mãos: CPF, nome, data de nascimento e título de eleitor. É só colocar estas informações no link que já colocamos acima e você tem acesso ao Comprovante de Inscrição, que é válido em todo território nacional.

Agora, para aqueles que irão emitir a primeira via do CPF, é necessário comparecer com documento de identidade a uma agência do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal ou Correios e pagar uma taxa de até R$ 5,70. A pessoa receberá então um código e, com ele, poderá imprimir o CPF em casa ou onde quiser.

Novo CPF

Este é o documento que substitui o cartão azul do CPF para o cidadão brasileiro. (Foto: receita.fazenda.gov.br)

Para quem está fazendo uma nova carteira de identidade ou precisa renovar a atual, é recomendável que você solicite que o seu número de CPF seja incluso na carteira, para você andar com menos documentos em mãos. Para isso, basta apenas solicitar enquanto estiver fazendo sua nova carteira de identidade para que sejam inclusos os dados de seu CPF em sua identidade, unificando assim estes dois importantes documentos para o cidadão brasileiro.

De acordo com a Receita Federal, a medida permite que 140 milhões de brasileiros possam finalmente emitir um comprovante de cadastro no CPF pela internet. O contribuinte pode usar outros documentos em que conste o número do CPF para comprovar seu cadastro, como carteira de identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho e Previdência Social e ainda o antigo documento de CPF.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)