O mini dólar é um tipo de investimento que tem atraído aqueles que estão começando na bolsa de valores e não tem um capital muito alto para investir. Mas é importante conhecer como funciona o mini dólar, o esquema de pontos e demais elementos desse investimento para que seu desconhecimento não se transforme em mais um risco para seu investimento.

Mini dólar: o que é?

Mini dólar na verdade é o nome dado para minicontratos de dólar. Este é um tipo de investimento do mercado futuro, negociado na Bolsa de Valores brasileira. Cada minicontrato de dólar tem um valor reduzido em relação ao dólar grande, tendo o valor, geralmente, de 20% do dólar grande. Nesse contexto, o mini dólar é um investimento de aposta especulativa, mas que se torna acessível a pessoas físicas que tem um capital menor para investimentos. Essa geralmente é uma operação de day trade (curtíssimo prazo), que envolve alto risco.

Mini dólar: como funciona?

Um minicontrato de dólar acompanha diretamente as variações no câmbio. Ele é um derivativo representando contratos de compra e venda da moeda norte americana no mercado futuro. Mas não é um investimento para longo prazo porque o mercado futuro do dólar é uma operação de de day trade em sua essência, ou seja, uma aposta na queda ou aumento do dólar dentro de um mesmo dia de negociações na bolsa de valores. O mini dólar trabalha dentro dessa aposta no day trade com custos e valores reduzidos, o que resulta em menores riscos para o investimento.

Como funciona o mini dólar

O mini dólar é um investimento de day trade com altíssimo risco, que só deve ser usado na carteira dos investidores mais experientes. (Foto: Opere Futuros)

Como é a nomenclatura dos contratos de mini dólar?

Um contrato de mini dólar começa com as letras WDO, seguidas de uma letra indicando o mês e um número indicando o ano de vencimento do contrato. As letras para cada mês são:

  • F: Janeiro
  • G: Fevereiro
  • H: Março
  • J: Abril
  • K: Maio
  • M: Junho
  • N: Julho
  • Q: Agosto
  • U: Setembro
  • V: Outubro
  • X: Novembro
  • Z: Dezembro

Quanto vale cada ponto no mini dólar?

Pontos são associados às variações em um dado tipo de investimento. Pode ser no índice da Bovespa ou, no nosso caso, o míni dólar. A informação que você precisa saber é que para cada 5 contratos cheios, operados no mercado de câmbio normal, a variação no ponto para cima ou para baixo representa um lucro ou prejuízo de R$250. No minicontrato, a mesma variação resulta em R$10 de lucro ou prejuízo.

Como calcular o lucro do investimento no mini dólar?

Para esse cálculo, é melhor usar um exemplo do que explicar a teoria. Suponha que um indivíduo tenha comprado 10 mini contratos a 3000 pontos e tenha vendido a 3100 pontos. O lucro bruto, sem incluir o IR e a corretagem, se dá pela diferença em pontos (100), multiplicada pelo número de mini contratos (10), multiplicada pelo valor do ponto (R$10). Em fórmula:

100 x 10 x R$10 = R$10.000

Como operar o mini dólar?

A operação com o mini dólar é como operar uma ação. Para trabalhar com esse tipo de investimento, o investidos tem que utilizar-se da análise gráfica (análise técnica) para suportar a decisão de compra ou venda dos minicontratos. Mas para realizar essa transação, é preciso que o investidor também tenha uma margem de garantia.

A margem de garantia é um valor, em dinheiro, que fica depositado pelo investidor em um contrato ou mini contrato futuro, garantindo seu cumprimento. Essa é uma exigência da Bolsa de Valores para a cobertura dos compromissos assumidos pelos investidores do mercado futuro. Para a negociação do mini dólar, o investidor precisa depositar 15% do valor total dos contratos negociados na conta da corretora. São aceitos também títulos públicos (tesouro direto), certificados de depósitos bancários (CDB), ou ações de empresa para a margem de garantia.

Apesar das transações com o mini dólar serem realizadas no day trade, o pagamento ocorrerá apenas na data de vencimento do contrato. É importante lembrar também que as transações com derivativos de dólar podem ser realizadas entre as 9:00 h e as 18:00 h dos dias úteis.

Como lucrar com o mini dólar?

Entenda primeiramente que o câmbio é muito instável, e sujeito a muitas variáveis. Isso torna esse investimento de alto risco, mesmo para os investidores mais experientes. Em segundo lugar, entenda a pergunta básica da especulação nas negociações do mini dólar: qual será o preço, em reais brasileiros, de US$5.000 em uma determinada data futura? A partir da análise das variáveis que podem influenciar o dólar no período compreendido entre a compra e o vencimento do contrato, o investidor pode realizar a alocação dos investimentos de acordo.

Os fatores de risco que devem ser analisados para investimentos no câmbio incluem:

  • A disponibilidade de dólares no país
  • Ofluxo de entrada da moeda gerado com a exportação e a importação de bens e serviços
  • Os investimentos estrangeiros no país
  • As remessas de moeda para o exterior
  • Atendência de negociação dessa moeda no mercado interno (compra ou venda)
  • Condições econômicas
  • A ação do Banco Central
  • Taxas de juros internacionais

Quanto custa negociar Dólar Mini na bolsa de valores?

Além dos 15% depositados na conta da corretora, o investidor deve arcar com a taxa de corretagem da corretora de valores, realizada sobre cada operação de compra e venda de minicontratos de dólar. Há descontos para quem vai realizar compra e venda no day trade. Também são pagos os serviços prestados pela Bovespa quando na execução de negociação antes da data de vencimento (taxa de emolumentos), e pela Clearing de derivativos na liquidação do minicontrato na data de vencimento (taxa de liquidação).

Há isenção da cobrança da taxa de registro e taxa de permanência em contratos de mini dólar. Sobre o ganho líquido da negociação do mini dólar incide uma alíquota de IR de 15%. Em operações de day trade, a alíquota é de 20% sobre os ganhos.

Você investe no mini dólar? Como realiza seus investimentos? Ele faz parte de uma carteira diversificada de investimentos?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)