Usar um banco internacional é um componente chave para proteger os bens pessoais. Ele oferece um nível de diversificação e proteção de ativos que simplesmente não pode ser encontrado com todos os seus fundos em bancos domésticos. Reconhecemos os imensos benefícios que pode proporcionar aos nossos leitores. O setor bancário internacional pode muito bem ser o próximo passo para você conseguir uma melhor diversificação e proteção de ativos para seu dinheiro suado.

Por que usar um banco internacional?

Digamos que você tenha decidido que está interessado em serviços bancários internacionais e decidiu implementá-lo em seu plano atual de gerenciamento de patrimônio. Isso é excelente! Mas, agora que você tomou a decisão crucial de se envolver com o sistema bancário internacional, para onde vai a partir daqui? Como você escolhe um banco internacional de qualidade para fazer negócios? Há certamente muitas opções disponíveis para você escolher. Como você encontra o caminho certo? Como você pode dizer a diferença entre um bom banco internacional e um ruim? E como você escolhe qual banco internacional atende melhor às suas necessidades? Bem, aqui estão vários fatores importantes para avaliar ao escolher um banco internacional.

Qual o melhor banco internacional: a localização

Muitos estão familiarizados com o velho mantra imobiliário que, ao comprar um imóvel, os três fatores mais importantes são “localização, localização e localização”. O setor bancário internacional é bastante semelhante. A localização, ou jurisdição, na qual você escolhe fazer seu banco internacional é muito importante, por várias razões.

Para alguns, a escolha de qual banco internacional é determinada por suas necessidades. Por exemplo, se você deseja começar a fazer negócios no Canadá, só faz sentido ter sua conta bancária internacional em um banco internacional do Canadá. Se, no entanto, você está interessado em serviços bancários internacionais simplesmente pela diversificação e proteção de ativos que pode oferecer, então sua escolha de jurisdição é muito mais ampla.

Para muitos, é simplesmente sobre conveniência. Você realmente quero ter que acordar às 01:00 para conversar com seu banqueiro?

Ao escolher dentre todas as possibilidades das jurisdições bancárias internacionais, há vários elementos que podem ser analisados ​​para restringir suas escolhas. Por exemplo, a reputação dessa nação e seu setor bancário internacional devem ser levados em consideração. A estabilidade da jurisdição também é importante. Isso inclui tanto a estabilidade política quanto a estabilidade da economia da jurisdição. A privacidade é outro fator a considerar. Ao discutir a privacidade em relação à banca internacional, é claro que é fundamental que todos os regulamentos financeiros sejam seguidos pelos brasileiros. Além disso, no entanto, pode ser útil indagar sobre a política de privacidade de um banco internacional em relação à divulgação de contas com os governos locais nessa jurisdição bancária.

Bancos internacionais

Um banco internacional facilitará transações ao redor do mundo com menores custos e maior eficiência. (Foto: Premier Offshore Company Services)

Problemas com transações internacionais

Outras coisas que você desejará considerar ao procurar um banco internacional incluem alguns problemas que podem ser uma pequena dor de cabeça.

Controles de Câmbio: existem controles de câmbio? O seu dinheiro pode ser livremente colocado e retirado da sua conta bancária internacional? Faça estas perguntas ao escolher um banco internacional.

Regime Tributário: qual o regime tributário da jurisdição bancária? A maioria dos bancos internacionais possui regimes fiscais especiais que permitem a redução de impostos locais sobre contas internacionais. Às vezes não há impostos locais. Você também deve perguntar sobre impostos sobre lucros e venda de ativos.

Estruturas de proteção de ativos oferecidas: determinadas estruturas podem ser usadas para aumentar a proteção de ativos de uma pessoa. Essas estruturas, por exemplo, podem servir para reduzir os riscos legais de ações judiciais e acordos de divórcio. Ao escolher um banco internacional, pergunte se eles oferecem estruturas de proteção de ativos.

Denominação de depósitos: muitos, embora não todos, bancos internacionais permitem que os depósitos sejam mantidos em várias moedas. Isso é excelente para quem procura utilizar uma conta bancária internacional para diversificar sua riqueza entre várias moedas. Alguns bancos internacionais até permitem que os depósitos sejam mantidos em ouro em vez de dinheiro.

Impostos e câmbio: você também vai querer acompanhar todos os impostos que terá de pagar pelas transações feitas com o banco, além das taxas de câmbio que devem ser pagas.

Outros fatores: você pode querer saber sobre outros fatores relacionados ao funcionamento do banco internacional. O índice de liquidez, por exemplo, lhe dará uma boa ideia de como o banco internacional estará lidando com seus depósitos.

Transações internacionais com Transferwise

Para qualquer pessoa que esteja pensando em abrir uma conta em um banco internacional, uma opção mais simples e mais acessível pode ser usar um serviço como a Transferwise. Apesar de uma conta bancária internacional poder ser uma excelente ferramenta para aumentar a diversificação e fornecer proteção de ativos, realizar transações pela Transferwise podem te ajudar a economizar em impostos, custos para manter as contas abertas e, principalmente, nos custos de câmbio.

Isso tudo sem contar que, ao usar serviços como a Transferwise, você evita a necessidade de uma grande burocracia que pode ser enfrentada para abrir uma conta em um banco internacional, além de custos gerais muito menores. Principalmente se você precisa de uma conta em banco internacional apenas para uma viagem, intercâmbio, ou visita ao exterior, a Transferwise pode ser uma opção mais inteligente e bem mais econômica.

Você tem conta em banco internacional? Como é? Recomenda que outras pessoas façam uma conta também?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)