Desde o ato de colocar um imóvel no mercado até a compra dos imóveis ou venda deles, os corretores estarão envolvidos com o maior parte do processo. Como não temos como escapar deles, na maior parte das vezes, vale pensar positivo, que todos são bons profissionais. Porém, tem muita coisa que eles irão guardar para eles, ou seja, coisas que eles não irão contar aos seus clientes, mas que nós descobrimos para que você não saia prejudicado ao negociar com um corretor. Não que eles guardem estas informações de propósito. É uma prática aceita e comum entre eles. Mas que se você abrir um pouco os olhos, só tende a ganhar.

A pressa é a inimiga da perfeição

No livro Freakonomics, o economista Steven Levitt mostrou dados de sua pesquisa que corretores de imóveis tendem a deixar imóveis próprios à venda no mercado por um tempo maior do que os imóveis de seus clientes. Com isso, também obtinham melhores valores pelos imóveis próprios.

Por conta de dependerem das comissões para um bom salário, os corretores tendem a forçar seus clientes a aceitarem certas ofertas mais rápido, já que uma oferta um pouco maior, assim como uma comissão um pouco maior, não são grandes incentivos para um corretor que tem que pagar as contas no final do mês. Na hora que seu corretor vier com um valor X para negociar, peça por X+2 e negocie até no máximo X+1. Através desta negociação, pedindo um valor mais alto e chegando a um meio termo, ambos ficam satisfeitos com o resultado e a venda chega próxima de um valor mais justo.

Não existem imóveis no valor que você quer

Digamos que você vai a uma corretora de imóveis e dá um valor para um imóvel que você está procurando. Digamos que a oferta seja racional, algo como um terreno ou lote de até R$50 mil em qualquer região urbana de uma cidade de médio porte. Nos tempos de hoje, é um terreno um pouco difícil de encontrar, mas não impossível. Porém, a resposta que você provavelmente irá ouvir de alguns corretores é de que não existem imóveis neste valor.

Responsabilidade do interessado no imóvel

Não ache que um corretor irá entregar tudo de mão beijada: a maior parte da responsabilidade da venda ou compra ainda será sua! (Foto: poyastro.blogspot.com)

Isto acontece porque algumas imobiliárias preferem não trabalhar com imóveis mais baratos, por conta da menor comissão ou pela dificuldade de encontrar tais imóveis. Além disso, uma grande quantidade de corretores é preguiçoso e ao invés de procurar pelo imóvel (algo para o qual eles se formaram), preferem trabalhar apenas com os imóveis que tem. Isso tem se tornado cada vez uma prática maior no mercado, já que a oferta de imóveis tem crescido e muitas pessoas compram qualquer coisa, sem qualquer pesquisa. Vale de novo o primeiro conselho: não tenha pressa, procure outros corretores e você verá que em algum lugar, irá encontrar aquele imóvel que procurava.

Não tenho esse imóvel que você quer, mas tenho esse (mais caro)

Um costume de corretores é quando seu pedido mais específico não é atendido, eles oferecem ouro imóvel, mesmo que seja bem diferente do que você estava procurando. E com um valor mais alto. Eles fazem isso não por maldade, mas para criar uma oportunidade de venda.

Pode até ser que o imóvel seja atraente. Mas a diga que nós damos é que você tenha um valor fixo em mente, inegociável. Dando um exemplo pessoal: procuro um lote/terreno de até R$50 mil, em qualquer região de minha cidade (médio porte, interior de MG), com no mínimo 300 m² e que esteja com a documentação em dia para aceita financiamento da CAIXA. Ao estabelecer estes limites básicos, eu consegui já alguns terrenos com uma metragem excelente (mais de 1000 m²), documentação em dia e com valores menores do que R$50 mil. Perdi a conta de vendedores que me ofertaram terrenos mais caros, mas deixava bem firme meu limite. Porém, eu tinha consciência que poderia negociar até R$60 mil, mas estou procurando algo até R$40 mil, na verdade, para ter uma margem maior de desconto inicial para respirar melhor. Já sei também pela pesquisa que 300 m² é pouco, e só aceitaria esta metragem para terrenos mais próximos da região central da cidade ou por valores abaixo de R$40 mil.

Isso tudo só foi possível porque estabeleci um limite e não estou fugindo dele, nem deixando que corretores me ludibriem. Mas isso eu só consegui porque segui à risca o próximo item deste artigo.

Nem todo corretor é um bom pesquisador

Alguns corretores no Brasil são bem preguiçosos. Alguns mal sabem usar a internet. Cada vez que um me falava que não tinham terrenos no valor que eu estabeleci, eu me revoltava, pois tinha feito o dever de casa, pesquisando muito na internet em vários sites diferentes e constatando que meus valores eram racionais. Mais legal ainda foi quando descobri um terreno excelente por R$40 mil e pude questionar cada corretor que me falava que era impossível terreno naquele valor.

Garantias imobiliárias

Apesar de haver problemas com corretores, eles ainda são a garantia de melhores negócios e sem muitas dores de cabeça. (Foto: www.portaisimobiliarios.com.br)

Faça uma pesquisa em casa por sua conta. Assim, você tem o que chamamos de “leverage” na língua inglesa: uma informação que pode usar como vantagem em uma negociação.

Aceite esta oferta menor porque não vai ter melhor

O setor imobiliário está aquecido. E nossa economia conservadora acha que o investimentos em imóveis é algo seguro. Muito difícil você ver um terreno ou imóvel desvalorizar no mercado imobiliário brasileiro. Quando você for colocar um imóvel no mercado, peça um valor mais alto do que ele realmente vale. O corretor vai sempre tentar negociar por um valor menor para facilitar a venda. Esse valor mais alto é a sua zona de conforto de negociação. O corretor vai te empurrar ofertas menores. E você é completamente capaz de tornar estas ofertas menores um pouco maiores, se baixar seu preço pouco a pouco. Mas nunca, nunca deixe que o corretor venda seu imóvel por um preço menor do que sua zona de conforto. Lembre-se que ele ganha comissão e você perde dinheiro.

Conclusão

Não fizemos este artigo para denegrir a imagem destes profissionais. Porém, é claro que no Brasil, existe a falta de profissionais qualificados em todas as áreas, inclusive nesta. Ao invés de pesquisarem por imóveis, a maioria dos corretores é um tanto “preguiçoso”, trabalhando com uma lista fixa, acomodados. Isto está mudando, mas as informações acima irão te ajudar a encontrar o imóvel de seu sonhos ou lucrar o máximo com aquele imóvel que você comprou para valorizar.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)