Quando você pensa de cartões de crédito, você tende a pensar apenas em compras e contas. Há fatos interessantes sobre cartões de crédito, no entanto, como a forma como os cartões foram estabelecidas, as razões para alguns logotipos das empresas e como pagamentos mensais são calculados, entre outros fatos.

História

Cerca de 1900 empresas de petróleo e lojas de departamento fazem seus próprios cartões de proprietários para serem usados em locais limitados pela empresa que emitiu o cartão. Os cartões de crédito foram criados como um meio de melhorar o serviço ao cliente e criar a fidelidade do mesmo, não como uma conveniência, como cartões de crédito são usados ​​hoje. O Diners Club foi o primeiro cartão de crédito emitido, em 1950, para 200 clientes, para ser usado em apenas 27 restaurantes em Nova York.

Cartão Visa

O cartão Visa não foi sempre chamado de Visa. O cartão foi originalmente oferecido na Califórnia pelo Bank of America, em 1958. O nome original foi BankAmericard. Em 1976, o nome do cartão foi mudado para Visa. O logotipo do cartão é muito simbólico. O azul do logotipo representa o céu e o ouro representa as colinas da Califórnia, o mesmo estado que o Bank of America foi fundado.

Baixos pagamentos mensais

Pagamentos mínimos mensais não foram estabelecidos como uma cortesia para os consumidores, como as empresas de cartão de crédito querem que você pense. Esta prática permite que os consumidores tenham mais dívidas, o tempo todo carregando o mesmo valor do pagamento mínimo baixo. Por exemplo, se um credor sente que você é capaz de pagar, pelo menos, dois por cento do seu limite de crédito, então o seu limite pode ser maior. Se você for oferecido um limite de crédito de R$2.500, faz o pagamento de aproximadamente R$50. Isto dá ao credor a oportunidade de colocá-lo ainda em uma dívida.

Juros abusivos

Sabendo da política das empresas de cartões de crédito querendo endividar seus consumidores, já há um senso comum pelos legisladores de decidirem a favor do consumidor em praticamente todos os processos legais sobre juros abusivos na justiça. O que é extremamente positivo para nós, e que acaba limitando a prática do incentivo ao pagamento mínimo.

Fatos dos cartões de crédito

Ao entender melhor os cartões de crédito, você poderá poupar preciosos recursos ao escapar de roubadas. (Foto: blog.unibulmerchantservices.info)

Concorrência

Apesar do Banco Central ser responsável por muitas regras no mercado financeiro, quem pode negociar condições e taxas de juros é a própria instituição financeira. Portanto, se você encontrar uma empresa de cartão de crédito concorrente está oferecendo seus titulares de cartões de uma taxa de juro mais baixa ou mais benefícios, traga isso para a atenção de sua empresa de cartão de crédito. A empresa pode estar disposta a fazer uma mudança, em vez de perder você como cliente.

O dinheiro de plástico

O cartão de crédito é uma forma também de iludir o consumidor. Com propagandas como “tenha até 40 dias para pagar”, o usuário se ilude cada vez mais de que o cartão de crédito é sinônimo de dinheiro. Ledo engano: o cartão é um empréstimo e com taxas de juros altas, mesmo quando pagamos “à vista”. Cuidado com o uso do plástico e o distanciamento do seu dinheiro!

Dívidas

O brasileiro tende a pensar que poderá se endividar o quanto quiser com o cartão e se preocupar com a dívida depois. Porém, ele esquece que os inadimplentes no Brasil são os responsáveis pelo aumento nas taxas de juros. Aquela conversa com o gerente para um acordo pode ser crucial na hora de conseguir menores juros.

Juros

No Brasil, as taxas de juros de cartões chegam a mais de 100% ao ano, uma das maiores do mundo. Isso não parece que vá mudar tão cedo, uma vez que a tendência do mercado agora é incentivar a produção e não tanto o consumo no Brasil.

Estudantes Universitários

Estudantes, iludidos e imaturos sobre o uso de cartões de crédito, são vítimas fáceis para as instituições financeiras e suas contas universitárias. Apesar de ser uma boa forma de entrarem no mercado financeiro, caso não haja algum tipo de controle, eles facilmente entrarão em grandes dívidas.

Cartões excessivos

Muitas são as pessoas que tem um cartão para cada loja que frequentam. Mesmo que haja a propaganda “anuidade grátis”, só de ter o cartão já é um incentivo negativo para você gastar mais. Portanto, cuidado: um número aceitável de cartões é 2.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)