Você tem muito cuidado com pequenas quantias de dinheiro, mas joga a a precaução ao vento quando possui grandes quantidades. Isto é semelhante a alguém que come em restaurantes populares, mas, em seguida, usa quase R$100 em uma academia de ginástica que nunca vai usar. Você faz coisas para economizar dinheiro agora, só para ter essas economias custar-lhe mais lá na frente.

A segunda definição é na que eu estou focando hoje em dia, porque é muito mais fácil cair na armadilha de poupar dinheiro só para tê-lo mais tarde. Aqui, então, são 10 maneiras que você pode fazer para economizar dinheiro que podem acabar por custar-lhe muito mais em semanas, meses ou anos.

Evitar check-ups regulares com os médicos, dentistas ou oftalmologistas

É algo que um conhecido fez na faculdade, quando o dinheiro era curto. “Ahh, quem precisa de dinheiro para pagar um dentista para que ele te recomende a usar mais o fio dental?” Bem, depois de abandonar o dentista sozinho por alguns anos, pagou o preço. Evitar as limpezas regulares e check-ups, o deixou diante de uma pesada fatura mais tarde, quando precisou de um monte de obturações caras. Ele teve sorte que não precisou fazer canais radiculares ou substituir dentes. Agora, ele fez um plano odontológico que cobre gratuitos check-ups duas vezes por ano, mas mesmo se você não fizer isso, vá ao dentista e médico para exames de saúde. É muito melhor pagar uma coparticipação agora do que pagar por uma grande cirurgia mais tarde. E pior ainda, pode mesmo custar-lhe sua vida, especialmente porque muitas das doenças podem ser tratadas se forem apanhadas cedo o suficiente.

Ter um cartão de crédito de loja para descontos, mas pagando o mínimo

Você provavelmente está sendo perguntado isso o tempo todo: “Você gostaria de se inscrever para o nosso cartão de crédito hoje e economiza 30% instantaneamente em sua compra?” É um bom negócio, se você realmente pagar o cartão de crédito na íntegra quando você começa a primeira fatura.

Infelizmente, quando a primeira fatura chegar, muitas pessoas acham que é fácil pagar o mínimo e poupar ao mesmo tempo. Em pouco tempo, você está pagando o mínimo todo mês, adicionando mais ao cartão da loja, e de repente você está com uma fatura se tornando uma bola de neve de juros. Aqueles 30% iniciais que você poupou podem custar-lhe muito mais se você não tiver cuidado. Pague as faturas por inteiro e você poderá tirar os juros e dívidas das suas costas.

Cuidando melhor do seu dinheiro

Contar seu dinheiro pequeno para economizar pouco pode não valer a pena. Por isso, é melhor aprender a planejar suas compras e assim, realmente poupar dinheiro. (Foto: www.foxbusiness.com)

Fazer seu próprio imposto de renda

Muitas pessoas declaram seus próprios impostos. Mas se você tem alguma coisa um pouco mais complexa, vale o seu tempo (e dinheiro) contratar um profissional para fazer sua declaração do imposto de renda. Essas pessoas são treinadas nas minúcias da legislação, e podem encontrar deduções e isenções fiscais que você não tem ideia. Apesar da economia inicial com o profissional que fará seu imposto de renda, o preço que você pagar de imposto de renda pode pesar muito mais no seu bolso.

Construir um Fundo de Emergência, mas não contribuindo para um plano de aposentadoria

É essencial nos dias de hoje ter um fundo de emergência. Os especialistas em finanças dizem que você precisa o equivalente a seis meses a um ano de despesas/salários em uma conta de pronto resgate. Mas os especialistas também concordam que você precisa cuidar de seu futuro financeiro, como você não pode confiar em qualquer tipo de pensão do governo. Se você está enviando dinheiro agora para um fundo de emergência ou conta poupança, mas você não está colocando dinheiro em investimentos para sua aposentadoria, você não está preparado para algo que você sabe que vem: a velhice. E com juros compostos sendo o que são, a cada dia você perde milhares de reais. Se o empregador tem um plano de previdência privada, seja inteligente e pense a longo prazo. Uma vez que você tem isso em mente, por todos os meios, crie seu fundo de emergência.

Comprar os produtos mais baratos para economizar dinheiro

Quem compra barato, compra duas vezes. Se você comprar um conjunto chave de fenda por R$10 ou escolhe seus sapatos por alguns reais em uma barraca de feira, as chances são que você vai ter que comprá-los novamente em breve. Itens de baixa qualidade podem poupar algum dinheiro no curto prazo, mas você só vai ter que pagar bem mais tarde para substituí-los. E se você substituí-los com o produto mais barato, você poderá repetir o ciclo. Você recebe o que você paga. A única vez que eu diria que isso não é verdade é na compra de marcas genéricas. Nesse caso, você geralmente está comprando o mesmo produto que está no nome de marca, mas por metade do preço. Geralmente isso é mais verdade em supermercados.

Não comprar o bilhete de estacionamento porque vai ser uma “paradinha rápida”

Você pode ser um cliente apressado, mas você simplesmente não se pode dar ao luxo desta sorte. Mais cedo ou mais tarde, e provavelmente mais cedo, se você tentar, você vai conseguir uma multa. Vale a pena apostar os poucos reais de um bilhete de estacionamento para uma multa que pode custar mais de R$100?

Ser iludido por ofertas de “compre um, leve dois”

Quando é uma oferta genuína, é difícil resistir. Mas, mesmo assim, se é uma oferta pela metade do preço um produto gratuito junto com aquele que você está comprando, você tem que parar e se perguntar: “será que eu realmente teria comprado este item a este preço, afinal?” Por exemplo, se você vai a uma loja à procura de geleia, e você vê este tipo de oferta, provavelmente é um grande momento para estocar. Mas se você está procurando um novo par de tênis e vê a oferta de comprar um e pagar metade para o outro, pare e pense. Você saiu para gastar R$200 em tênis. Agora você está gastando cerca de R$300. Será que você quer mesmo dois pares? Você vai usá-los tanto assim? Você ainda gosta do segundo par que você está comprando? Claro, isso pode ser um grande negócio, mas se você realmente só quer, e precisa, de um par, você só deve comprar um par.

Além disso, tenha cuidado ao explorar as ofertas. É fácil de ver aqueles 75% de desconto para carros e ficar louco, achando que está economizando dinheiro. Se você está planejando revender o item para um lucro, vá para ele. Mas há uma razão que o colocou em promoção. E se você está apenas tentado a comprá-lo porque é barato, pergunte a si mesmo “eu compraria este se fosse mais caro?” Vejo muitas pessoas que compram pechinchas que só se reúnem poeira no porão, tendo que vender o mesmo produto com prejuízo para se desfazer do mesmo para esvaziar o espaço.

Dirigir vários quilômetros por gasolina mais barata ou outras pechinchas

O custo da gasolina só aumenta. E a média de consumo é cada vez mais prejudicada pelo trânsito brasileiro parado. Faça as contas e veja se a poupança por litro vale a viagem. E você perde seu tempo, coloca mais desgaste em seus pneus, e reduz a vida útil do óleo também. Pode não parecer muito, mas no grande esquema das coisas, não é só a economia. Mas o mesmo princípio vale quando você quer viajar para outra cidade comprar alguma coisa mais barata, mas não contabiliza os custos da viagem.

Evitar a manutenção de rotina do carro ou qualquer outro veículo

A maioria de nós usa um carro para chegar ao trabalho. É algo que precisamos para ganhar dinheiro. É também algo que precisa de manutenção regular, tal como o seu próprio corpo. Mas muitos de nós gostamos de guardar esse dinheiro e fazer apenas o básico. Vamos levá-lo para uma mudança de óleo, fazer uma lavagem do carro, e pronto. É claro, então, chega a hora de começar a sua próxima troca de óleo, e o mecânico tem de informá-lo de que seus pneus estão desgastados, de um lado, porque você não fez a rotação de pneus. Ou você descobre um barulho causado porque você ignorou as necessidades de uma grande manutenção. Quando se trata de carro ou qualquer outro veículo, manutenção é prioridade por segurança e por economia de custos.

Compra de alimentos em grandes quantidades e jogar fora metade

Quando você vê um monte de bananas à venda por menos de metade do preço, você compra. Mas então você as vê ficar pretas porque você comprou demais. Já perdi a conta dos itens alimentares que comprei na minha vida que eu nunca tive a chance de usar. Ironicamente, quando eu era um estudante pobre, isso não acontecia. Gosto de fazer compras no dia a dia, produtos frescos, cozinhando-os na mesma noite. Eles vão durar duas ou três refeições e depois é só fazer as compras de novo. Um produto deixa de ser uma pechincha se você tem que jogá-lo fora.

Bem, essa é a minha lista dos dez melhores, com base em um monte de minhas próprias experiências pessoais. Você tem alguma história parecida, onde economizar acabou saindo mais caro? Compartilhe nos comentários!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)