Se você está se perguntando sobre o melhor momento para poupar para o seu filho, então sempre é tempo, não importa qual a idade dele é. Não há nada de errado em começar cedo, mas você pode seguir alguns caminhos errados. Alguns fatores devem ser considerados, já que investimentos, até em seus filhos, devem ser feitos com cautela e uma boa dose de pesquisas. Por exemplo, é um erro abrir uma conta poupança. Mas só entendendo os motivos e as variáveis é que você saberá por que.

Por que poupar para seus filhos?

Lembre-se de quando você começou sua carreira profissional e teve que fazer seus primeiros investimentos. Foi fácil começar com pouco dinheiro? E quando você quis fazer aquele curso que custava um pouco mais caro? Ou pagar um aluguel? Você já tinha seu fundo de emergência?

Tudo isso torna poupar para seu filho um motivo mais do que plausível, praticamente uma necessidade. Estamos falando de investir no futuro, um futuro incerto, onde não se pode fazer assunções sobre a economia, muito menos sobre sua própria situação financeira. São muitas variáveis que entram em consideração e a segurança financeira garante, no longo prazo, que seu filho possa sentir-se seguro e tomar decisões com mais calma, sabendo que há um suporte por trás para ajudá-lo.

Abra uma conta poupança ou um investimento de baixo risco?

Quando seu filho é um adolescente, provavelmente é uma boa ideia para começar ramificando-se em algo mais complexo. Mas se o seu filho é realmente uma criança, não vamos tornar a coisa complicada e, mais importante, vamos recolher algum rendimento. Como você tem tempo, um rendimento de baixo a moderado risco é a forma certa de deixar este dinheiro rendendo até a criança poder usar o dinheiro por conta própria. A conta poupança rende pouco e, no longo prazo, vai fazer com que você perca dinheiro para a inflação ao invés de ganhar mais riquezas para seu filho.

Lembre-se aqui: o dinheiro tem que render mais do que a inflação, mas arriscar demais não é bom. Investimentos em títulos do tesouro, carteiras de investimentos mistos e CDB são as opções mais seguras e de boa rentabilidade. Qualquer coisa fora disso pode ser arriscar demais.

Crianças aprendendo a gerir dinheiro

Mais importante do que poupar dinheiro para o futuro da criança é ensiná-la a usar bem esse dinheiro. (Foto: www.guardian.co.uk)

Tente se afastar de honorários

Há pacotes de bancos, cooperativas de crédito e instituições financeiras que facilitam para você abrir uma conta para crianças, com tarifas menores. Vale dar uma conferida no mercado e pesquisar onde há taxas mais em conta.

Procure um banco que promove a educação financeira e com o qual você já tem uma boa relação

Na maioria das vezes, seu filho continuará usando o banco onde tinha a conta de investimento para o resto da vida. Dois bancos apenas fogem desse padrão de “bom relacionamento”: CAIXA e Banco do Brasil. Todo brasileiro um dia poderá precisar das taxas e menores valores destes bancos. Por isso, ao estabelecer uma relação de longo prazo com eles, você estará criança já menores tarifas, maiores condições e prazos de negociação e muitas outras oportunidades.

Já para outros bancos, vale pesquisar qual deles é melhor para abrir sua conta, incluindo aqui aqueles com menores tarifas.

Ensine, eduque e prepare seu filho para usar esse dinheiro

Aproveitando o processo de educação do seu filho para ensiná-lo sobre dinheiro. Se ele não estiver preparado aos 18 anos para usar o dinheiro com sabedoria, o seu filho vai gastar esse dinheiro todo sem responsabilidade alguma. Isso é a última coisa que você quer, depois de anos de trabalho em arrumar dinheiro para ele e ele explodi-lo em uma farra de compras selvagem. Não exite, se você perceber que seu filho não terá responsabilidade, em tirar o dinheiro do investimento e guardá-lo para outro momento. Seu dinheiro para seu filho deve ajudá-lo a multiplicar tais recursos e não torrar o dinheiro todo.

Vale a pena fazer uma conta poupança para seus filhos?

Como dissemos antes, conta poupança não. Conta com investimentos de baixo a moderado risco sim. Com isso em mente, faça o melhor investimento para o futuro de sua família.

Um comentário para “Vale a pena fazer uma conta poupança para seus filhos?”

  1. Maria Gilza Silva

    Acho legal pensar no futuro do meu filho, desde de cedo, mais sem deixar de encorajar e fazer entender que ele teve correr atras das seus sonhos.

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)