Não é nada fácil olhar para sua conta corrente ou poupança e ver que sumiu dinheiro onde era pra estar uma conta cheia. Quando isso acontece, nossa primeira tendência é entrar em desespero e buscar uma solução que raramente será a melhor entre todas as outras. Por isso, é importante manter a calma e começar a planejar a recuperação ou descobrir o destino deste dinheiro.

Vamos imaginar que a pessoa a ter perdido o dinheiro seja eu, algo que realmente já aconteceu comigo. O primeiro passo que tomei foi verificar meu extrato para saber quando e qual a identificação da “retirada” do dinheiro. Pude fazer tudo isso pelo meu internet banking. Se você ainda não tem seu cadastro no internet banking de seu banco, será necessário ir até um caixa de auto atendimento ou diretamente com um atendente em sua agência.

Caso o débito não seja identificado e o dinheiro realmente tenha “sumido” é hora de entrar em contato com seu gerente. Caso o débito tenha sido identificado, você deve procurar um pouco mais de informações sobre o destino do dinheiro.

Inicialmente, me perguntaria se fiz algum uso do cartão ou agendei alguma conta/cheque para aquele dia específico. Buscaria meus registros para garantir que minha memória não estivesse falha. Se mais alguém utilizasse meus cartões, eu iria conversar com todos que o utilizam para saber se alguém havia usado o dinheiro sem me avisar.

Sumiu dinheiro da conta

Assim que seu gerente comprovar de onde saiu a ordem para o débito em sua conta, ficará fácil obter o estorno de seu dinheiro. (Foto: pbvale.com.br)

Assim que estas possibilidades fossem esgotadas, ligaria para a Central de Atendimento do meu cartão para identificar a transação que havia ocorrido. Caso constatasse que não foi uma transação autorizada ou realizada por minha pessoa, na Central de Atendimento mesmo eu comunicaria o indício de fraude para então entrar em contato com minha gerente para buscar o estorno do dinheiro.

Quando aconteceu comigo, no caso eu identifiquei uma cobrança indevida em minha conta e entrei em contato diretamente com minha gerente, que fez o estorno do dinheiro. Bastou apenas manter a calma e ser educado para ser bem atendido.

Seu problema pode envolver uma fraude online, algo mais sério, incluindo a clonagem de seu cartão e o roubo de sua senha. Independente do que aconteceu, o procedimento inicial é o mesmo, com a adição do registro de um boletim de ocorrência ao final, caso seu gerente constate que houve fraude.

Note que em alguns casos, o gerente deverá abrir uma investigação para saber de onde surgiu a ordem para o débito em sua conta. Caso ainda sinta-se prejudicado, você poderá acionar o PROCON e a justiça para reaver seu dinheiro, desde que comprovada que a ordem não saiu de suas mãos.

Simples não? Vocês também já viveram casos parecidos? Como vocês encontraram a solução? Não deixem de deixar suas histórias nos comentários.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)