Você nunca deve confiar inteiramente na sua fatura do cartão. Digo isso em um sentido de que você nunca deve achar que está tudo correto em sua fatura todos os meses. Erros acontecem e alguns deles, podem estar relacionados com problemas mais graves, incluindo fraudes e uso indevido de seu cartão por lojistas de má índole. Como saber e reclamar dos erros na fatura?

Primeiro, você deve saber qual tipode erro ocorreu. Os tipos mais comuns são: cobrança indevida de taxas e/ou impostos, valores errados para uma compra, transações não reconhecidas, juros cobrados por parcelamentos não feitos, fatura em débito automático não cair no dia certo. Cada um deles deve ser analisado com calma antes de você assumir que o erro não foi seu.

No primeiro caso, confirme se a cobrança é realmente indevida. Já para um valor errado ou transação não reconhecida, pegue as notas fiscais que você guardou, verificando também se alguma compra foi parcelada sem você ter percebido. A fatura não cair no dia do débito automático é um erro que você também tem que verificar no dia do débito agendado, conferindo seu extrato semanalmente.

Assim que tudo isso foi verificado, você tem algumas opções.

Erros na fatura do cartão

Alguns erros da fatura são fáceis de corrigir. Outros, precisam de alguns cuidados especiais, pois podem estar relacionados à fraudes ou golpes. (Foto: atarde.uol.com.br)

O primeiro contato que você pode fazer é com a Central de Relacionamento de seu cartão, que irá te orientar para o procedimento correto a tomar dependendo do erro que você verificou. Seu gerente também pode fazer o mesmo. São os dois contatos iniciais possíveis, para uma orientação mais detalhada. Tanto o gerente quanto a Central de Atendimento serão capazes de resolver seu problema com facilidade.

Uma outra coisa que é possível de ser feita, mas não recomendamos que seja feita antes do contato com o gerente ou a Central de Relacionamento, é contatar a loja onde o erro aconteceu. Pode ter sido um simples erro de digitação seu ou da própria loja na hora de usar a máquina e é e fácil resolução. Em casos mais graves, como transações maiores, pode haver a chance de ter ocorrido uma clonagem de seu cartão.

São várias as possibilidades do que você terá de fazer com seu cartão, dependendo do “erro”, desde registrar um boletim de ocorrência com a polícia até um simples estorno em sua fatura no mês seguinte.

É importante lembrar ao consumidor que a empresa de cartões terá como rastrear essas compras e comprovar a fraude, dando o estorno em sua fatura. Um seguro de cartão é relativamente barato e poupa algumas dores de cabeça, mas não é extremamente necessário.

Os problemas com a fatura são fáceis de resolver. Alguns darão um pouco de dor de cabeça, outros são mais simples. Saiba sempre que o código de defesa do consumidor estará do seu lado e a lei te protegerá de pessoas mal intencionadas. Faça seu direito valer, mas também faça sua parte, tomando cuidado com suas compras e como usa seu cartão.

É só um pedaço de plástico, mas ele vale muito dinheiro.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)