O rendimento líquido é todo rendimentos recebido de ativos de investimento (antes do pagamento dos impostos), tais como títulos, ações, fundos, empréstimos e outros investimentos (menos as despesas relacionadas aos investimentos). Os impostos pagos sobre os ganhos individuais do rendimento líquido depende se se trata de rendimentos de juros, dividendos ou ganhos de capital. Esta é uma informação muito importante principalmente para quem está procurando investir no mercado financeiro e quer garantir o embolso de lucros com os juros pagos.

Rendimento líquido de investimentos

Este é o montante dos rendimentos que sobra após despesas serem subtraídas do ganho total do investimento. Alguns cálculos são necessários em alguns casos. Por exemplo, para encontrar o rendimento do investimento líquido por ação de uma empresa, por exemplo, você deve dividir o rendimento líquido do investimento pelas ações em circulação. Este montante é o montante disponível para os acionistas na forma de dividendos e é o montante sobre o qual o Imposto de Renda Retido na Fonte será descontado.

Como funciona o rendimento líquido?

A fórmula para rendimento líquido do investimento é:

Rendimento líquido do investimento = (Ganhos de Capital + Dividendos + Juros) – (Taxas Administrativas)

Obs.: O IRRF descontado do rendimento líquido é o LUCRO líquido do investimento. Sua porcentagem. varia de acordo com o tipo de investimento e o tempo da aplicação de acordo com as informações abaixo. Só é descontado no momento do saque dos recursos.

IRRF para fundos de ações = 15%, independente do prazo de aplicação

IRRF para fundos de investimento de Curto Prazo = 22,5% até 180 dias; 20% acima de 180 dias

IRRF para fundos de investimento de Longo Prazo = 22,5% até 180 dias; 20% de 181 a 360 dias; 17,5% de 361 dias até 720 dias; 15% acima de 720 dias.

Como exemplo, vamos supor que o Fundo XYZ é de longo prazo e relata seus resultados de desempenho para o ano. Este fundo investe em uma carteira de ações preferenciais, ações ordinárias e títulos corporativos. As ações preferenciais tiveram um ganho de R$100.000 de capital; as ações ordinárias tiveram uma perda de R$50.000 de capital, mas também pagaram R$10.000 em dividendos; e os títulos corporativos mantiveram seu valor e pagaram R$20.000 em juros. O Fundo XYZ pagou R$5.000 em taxas administrativas. O investidor resolve sacar o dinheiro após o prazo de 401 dias.

Usando a fórmula, receita líquida de investimentos do Fundo XYZ é:

Rendimento líquido do investimento = (R$100.000 – R$50.000) + (R$10.000) + (R$20.000) – (R$5.000) = R$75.000

R$75.000 – 17,5% (IRRF para 401 dias) = R$61.875 de lucro líquido do investimento, ou seja, o dinheiro que vai pro bolso do investidor SEM contar o principal aplicado.

Rendimento líquido para orientar investimentos

Compreender o rendimento líquido de investimentos ajudará o investidor a encontrar o melhor destino para seu dinheiro com mais facilidade. (Foto: divulgação)

Transformando e comparando rendimentos líquidos

Usando o exemplo acima, imagine que os R$75.000 foi o total obtido a partir de um principal aplicado de R$500.000. R$75.000 corresponde a 15% de R$500.000 (R$75.000 dividido por R$500.000), ou seja, o rendimento líquido foi de 15%. Se um outro investimento deu um rendimento líquido maior do que 15% sobre o capital principal aplicado, você pode estar saindo no prejuízo, salvo se o outro investimento não tiver um prazo para o saque dentro das suas estratégias para o desconto menor do IRRF.

Por que é importante saber o rendimento líquido?

O rendimento líquido é uma medida de lucro para o investidor. Tipicamente, tal rendimento é mostrado em uma base por ação, ou seja, por cada cota ou ação possuída pelo investidor. Sobre este rendimento líquido é que será calculado o valor do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) para que o investidor calcule o lucro líquido do investimento.

Para uma renda individual, o rendimento líquido é todo rendimento seu descontadas as taxas e contribuições obrigatórias ao governo. Sobre este valor são descontados impostos, subsídios e deduções, resultando no Lucro Líquido Individual. O lucro líquido de um indivíduo é usado para determinar o quanto de imposto de renda é devido, sendo que parte da renda já será retida na fonte pela Receita.

Com a informação do rendimento líquido, fica mais realista a comparação entre investimentos e você terá uma ideia real de quanto receberá de remuneração pelo seu capital principal aplicado. Evolua o cálculo para o lucro líquido e você pode criar estratégias complexas para diferentes investimentos com saques em diferentes prazos. Assim sendo, você pode realizar lucros e reorganizar sua carteira de investimentos com maior frequência, proporcionando mais chances de aproveitar oportunidades no mercado financeiro através da diversificação.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)