Quem já viu ou lidou com termos contábeis e/ou administrativos já deve ter se deparado com o termo depreciação. Ele é algo muito utilizado no mundo das finanças. Seu entendimento pode ajudá-lo a direcionar melhor seus investimentos e suas ações para reduzir prejuízos, controlar custos e gerenciar melhor seu risco.

O que é depreciação?

Para fins contábeis, a depreciação indica o quanto do valor de um ativo foi utilizado. Para fins tributários, as empresas podem deduzir o custo dos ativos tangíveis que compram como despesas de negócio, no entanto, as empresas devem depreciar estes ativos de acordo com as regras da Receita Federal sobre como e quando a dedução pode ser tomada com base no que o ativo é e quanto tempo vai durar.

Abaixo, segue a tabela da Receita Federal para bens depreciáveis das empresas:

Bens DepreciáveisTaxa AnualAnos de Vida ùtil
Edifícios4%25
Máquinas e Equipamentos10%10
Instalações10%10
Móveis e Utensílios10%10
Veículos20%5
Computadores e Periféricos20%5

A depreciação é usada em contabilidade para tentar igualar o custo de um ativo para a renda que o ativo ajuda a empresa a ganhar. Por exemplo, se uma empresa compra um equipamento de R$1 milhão e espera que ele tenha uma vida útil de 10 anos, este bem será depreciado ao longo de 10 anos. Todos os anos, a contabilidade da empresa vai contabilizar R$100.000 (considerando uma depreciação em linha reta), que será comparada com o dinheiro que o equipamento ajuda a fazer a cada ano, ajudando a calcular também a lucratividade da empresa.

Já a moeda e imobiliário são dois exemplos de ativos que podem depreciar ou perder valor, tanto para empresas quanto para pessoas físicas. Durante crises em alguns países, é normal que suas moedas percam valor com o tempo. Durante a crise imobiliária de 2008 nos EUA, os proprietários das áreas mais atingidas, como Las Vegas, viram o valor de suas casas desvalorizar em até 50%. Outros fatores, como a violência urbana e qualidade de vida baixa podem também influenciar em maiores taxas de depreciação.

Como calcular a depreciação de um bem? Exemplos!

A depreciação é uma despesa não relacionada a dinheiro, que reduz o valor de um ativo ao longo do tempo. Ativos depreciam por duas razões principais:

  • Desgaste: um automóvel irá diminuir em valor devido à quilometragem, o desgaste dos pneus, e de outros fatores relacionados com a utilização do veículo. Um automóvel 0 km já começa a perder valor no momento em que sai da concessionária;
  • Obsolescência: ativos também diminuem de valor enquanto eles são substituídos por modelos mais novos. Modelo do carro do ano passado é menos valioso, porque há um modelo mais novo no mercado. A realidade é ainda mais cruel para aparelhos de renovação mais rápida, como celulares, tablets e computadores pessoais.
Depreciação de bens de consumo

Na figura, um exemplo de bem que provavelmente irá se depreciar por completo durante sua vida útil, pois é um bem de consumo (eletrodoméstico) que tem atualização anual para melhores modelos. (Foto: abolsacarteira.blogspot.com)

A depreciação é calculada da seguinte forma:

  • O custo original do ativo, incluindo os custos de aquisição do ativo, transporte, configuração e instalação;
  • Menos o valor residual;
  • Dividido ao longo dos anos de vida útil do bem.

O valor residual é o valor que é esperado da venda do ativo ao se passar o tempo de depreciação do mesmo. Por exemplo, se você espera que um bem tenha uma vida útil de 5 anos, comprou ele por R$60 mil, tem uma taxa de depreciação de 20% e irá vender o ativo ao final do quarto ano de utilização, o valor residual será de R$12 mil e o valor depreciado será de R$48 mil.

Este é o método linear, mais simples e mais usado para o cálculo da depreciação, que divide o valor de depreciação total do bem (100%) pelo tempo de vida útil do bem (5 anos = 20% de depreciação ao ano). Há métodos como número de unidades produzidas, principalmente usado para máquinas, que levam em consideração o número de bens produzidos por ela; horas de trabalho do bem e o método da soma dos algarismos dos anos, que determina o denominador da fração do valor da depreciação durante os anos.

Existem bens não depreciáveis?

Há também bens não depreciáveis de acordo com nossa Receita Federal, tais como:

  • Terrenos, salvo em relação aos melhoramentos ou construções;
  • Prédios e construções não alugados nem utilizados na produção dos rendimentos da empresa ou destinados à revenda;
  • Bens que normalmente aumentam de valor com o tempo, como obras de arte e antiguidades;
  • Bens para os quais sejam registradas quotas de exaustão (florestas destinadas ao corte e jazidas minerais).

Por que é tão importante a depreciação?

Quando um bem tem seu valor “zerado” pela depreciação, não significa que ele perdeu seu valor no mercado. Um caro poderá ser vendido por um bom valor ano final de sua vida útil. A depreciação irá ajudar um investidor pessoa física ou empresa compreender onde seus ativos serão melhor alocados, afim de agregar maior valor para a empresa ou para seus investimentos. Por exemplo, comprar uma casa para alugar pode não ser um bom negócio, ao levar em conta a depreciação da mesma (manutenção, obras etc.). Porém, comprar uma máquina cuja depreciação total por ano de vida útil da mesma seja menor do que a lucratividade da mesma é algo bem positivo para uma empresa.

A depreciação é uma ferramenta para gestão de risco. Cabe a você usá-la da melhor forma e otimizar seu uso para uma maior lucratividade de seus recursos.

3 comentários para “O que é depreciação? O que significa e exemplos!”

  1. Sander

    Ótimo texto, parabéns.

    Responder
    • Equipe Crédito ou Débito

      Obrigado, Sander. Se você tiver mais sugestões de textos que queria ler aqui, mande pra gente!

      Responder
  2. Joaquim Armando Mussaganha

    Boa tarde. Espero que estaja bem. Desejar a todas pessoas conectada a este saite.
    Boa amprendizagem e muito sucesso. Nos estudos. Reafirmar que aprendi muito
    E agradecer a todos que comigo estavam conectado desde do inicio.
    A TODOS MUITO
    OBRIGADO

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)