Muitas pessoas querem realizar o sonho da casa própria, de ter um veículo próprio ou várias outras opções onde acabam encontrando um obstáculo: a busca de crédito. O mercado está repleto de opções, mas que acabam convergindo em uma das duas opções para tornar o sonho uma realidade: o consórcio ou o financiamento.

Qual é a melhor opção: o consórcio ou o financiamento?

Quem tem maior urgência na obtenção do bem precisa apostar no financiamento. Quem pode esperar algum tempo, deve optar pelo consórcio. Esta é uma regra básica para estabelecer o melhor em cada situação. Lógico que a regra não leva em consideração todas as diferenças e pormenores entre um e outro. Mas a liberação imediata do crédito, como acontece no financiamento, é muito importante para o caso da urgência.

Já no consórcio, você estará investindo em uma carta de crédito, sorteada com uma certa frequência entre os cotistas contribuintes para o fundo do consórcio. Ao ser contemplado, o pagamento continua funcionando mas de forma parecida a um financiamento.

Financiamento e consórcio

Tanto o financiamento quanto o consórcio oferecem oportunidades para que você adquira seu sonho de consumo sem ter todo o dinheiro para pagar à vista. (Foto: economia.terra.com.br)

Os elementos principais de um consórcio

O consórcio cobra menores juros do que um financiamento. O crédito é dado para quem dá lances altos em algum momento do percurso do mesmo ou até o final do pagamento do mesmo.

Quem assume o compromisso de um consórcio busca a aquisição de bens como um investimento, poupando o suficiente mensalmente de forma a não impactar muito no bolso e sem perder muito dinheiro com os juros de um financiamento.

Ao entrar em um consórcio, taxas administrativas também estão envolvidas, o que acaba aumentando também um pouco o valor final do produto, mas mesmo assim, ficando mais barato que o financiamento. Vale a pena pesquisar procurando por menores taxas antes de fechar um contrato.

É comum que em alguns casos você só seja contemplado com o consórcio nos últimos pagamentos. Planejar fazer alguns lances durante o percurso do consórcio pode ser um bom meio de conseguir adiantar seu sorteio.

Diferentemente do financiamento, você pode acabar desistindo do consórcio no meio do caminho. A restituição, porém, não é integral, sendo necessário o pagamento de uma multa, prevista em contrato. A partir de um dado prazo dentro do consórcio é possível o ressarcimento integral. As parcelas de um consórcio não são fixas e podem ser reajustadas de acordo com critérios estabelecidos em contrato.

Os elementos principais de um financiamento

Quem precisa de adquirir um bem com maior rapidez, seja pela urgência ou por necessidade, deve buscar a opção do financiamento.

Os juros do financiamento são mais altos e normalmente, é exigida uma maior renda fixa por parte do contratante na hora de adquirir o financiamento. Você precisa comprovar renda e o valor do financiamento pode ser muito menor do que o adquirido em um consórcio, de acordo com seu perfil.

Financiamento e consórcio

Tanto o financiamento quanto o consórcio tem alguma taxa de interesse, os juros, embutidas. No financiamento, ela é mais óbvia. Já no consórcio, se esconde por trás das taxas de administração. (Foto: construirnordeste.com.br)

A carta de crédito, porém, é adquirida de forma imediata. Assim já é possível pagar pelo bem e ter ele em mãos no mesmo momento em que o financiamento é aprovado.

As taxas de juros de um financiamento também são mais caras. Além disso, para financiar um imóvel, algumas instituições podem ter diferentes critérios e a aprovação ou não de seu financiamento pode depender destes requisitos. A pesquisa aqui é sua melhor amiga.

O financiamento também proporciona mais opções para o pagamento das parcelas, podendo ser feitas através a amortização constante (SAC), onde a cada pagamento as parcelas vão diminuindo de valores; Price, que são parcelas iguais do início ao fim ou outros tipos de financiamento. Tanto no consórcio quanto no financiamento é possível “quitar” a dívida a qualquer momento.

Ao contrário do consórcio, um financiamento raramente tonar possível o pagamento integral de uma compra. Com uma pesquisa você pode até conseguir melhores condições, mas espere que o pagamento integral tenha maiores juros.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)