Esse com certeza é um dos momentos dos quais a maioria das pessoas gostaria de não ter que passar por ele. A hora de pagar contas não é agradável para ninguém, e constantemente gera aborrecimentos e desentendimentos. Porém, esse pesado pesar pode ser aliviado se forem levadas em conta algumas dicas importantes. Afinal, existem diversas formas de pagamento para quitar as contas, e saber escolher a melhor e mais apropriada delas para cada situação pode ser um trunfo importantíssimo que cada pessoa tem na mão, ou no bolso!

Muitas pessoas optam pelo pagamento parcelado, que pode sugerir condições menos apertadas de se livrar daquela obrigação, pois o dinheiro sairá das mãos aos poucos. No entanto, essa escolha pode ser muito arriscada, pelo fato das garantias serem extremamente frágeis e variáveis. Ele é feito contando-se com um dinheiro futuro, que pode não existir em caso de condições novas e inesperadas, como por exemplo a perda de um emprego ou a necessidade imprevista de um investimento urgente em outra prioridade.

Crédito, débito, à vista ou parcelado

Pagar contas nunca é agradável

Por conta desse quesito segurança, o pagamento à vista é sempre mais indicado, pois a pessoa não se compromete a não ter condições de pagar no futuro por aquilo que provavelmente já terá consumido no passado. O que gera frustrações constantes. Portanto, se você tem condições, nem precisa pensar duas vezes, pague à vista sem titubear.

O pagamento em dinheiro pode ser interessante, porém nos tempos de hoje em que a violência é crescente e constante, carregar muito dinheiro vivo pode ser perigoso. Por isso indica-se usar prioritariamente os cartões, mais discretos e seguros. No pagamento em cartão, geralmente existem duas opções, o débito, mais indicado, pois o pagamento ocorre instantaneamente, ou o débito, que é praticamente um pagamento parcelado, podendo ser inclusive dividido em parcelas. Nesse caso, a pessoa irá pagar pelo produto aos poucos.

Seja qual for a sua escolha, o importante é avaliar bastante a sua condição financeira e pessoal, para que não corra riscos graves e diminua sempre as condições negativas para que um negócio dê errado ou a pessoa contraia dívidas. Pagar contas é sempre um ritual pouco agradável, mas há formas melhores de fazê-lo, e segui-las é um desafio importante no mundo de hoje.

Image: Keerati / FreeDigitalPhotos.net

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)