Você já está por dentro das novas regras do cartão de crédito? Se não está por dentro é melhor se informar para não ser pego de surpresa. As novas regras começaram a vigorar dia 1 de junho, e a principal delas é o aumento da tarifa no pagamento mínimo do cartão. Antes o valor mínimo era de 10% sobre o valor do cartão e agora subiu para 15% do valor. Em 1 de dezembro subirá ainda para 20% do valor. Antes cada banco tinha a sua própria regra, permitindo até que fosse pago menos de 10% do valor da tarifa total. Não por bondade dos bancos, mas porque eles ganhariam com os juros do valor que você deixou de pagar. Essa nova regra protege, de certa forma, o consumidor dos juros exorbitantes dos cartões. Como a taxa de juros dos cartões de crédito é em média 10,69% por mês, quando o usuário do cartão paga menos de 10% do valor, nunca sairá da dívida. Com o mínimo de 15% e 20% as chances de superar a dívida são maiores.

O ideal sempre é pagar toda a fatura para não contrair dívidas com os cartões. Mas caso isso não seja mesmo possível, a orientação é pegar um empréstimo no banco com os juros menores que o cartão e quitar essa dívida de vez. Os juros de empréstimos em bancos chegam à metade dos juros cobrados pelos cartões. O banco não irá oferecer esse empréstimo, é você que deve procurá-lo!

Novas regras do cartão de crédito

Você conhece as novas regras do cartão de crédito?

Outra mudança importante é a diminuição do número de tarifas. Antes existiam quase 80, a partir de 1 de junho elas se transformaram em apenas 5: anuidade, emissão de 2ª via, saque, pagamento de contas no cartão, avaliação emergencial de limite de crédito. Mas a transformação dessas tarifas só acontece imediatamente para os cartões emitidos a partir de 1 de junho. Para os demais, ela começa a vigorar a partir de junho de 2012.

Outra medida tomada pelo BC foi a obrigatoriedade de um cartão de crédito básico que as instituições deverão oferecer. Estes cartões básicos não devem estar ligados à programas de benefícios, somente servirão para compras, contas e outros serviços, diminuindo assim, a anuidade.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)