Existe uma grande chance de você ter ouvido falar do bestseller “Homens são de Marte, Mulheres são de Vênus” do norte americano John Gray. Existem ainda outros títulos que analisam a mesma coisa: a diferença fundamental entre homens e mulheres, principalmente no que tange os investimentos financeiros. Então quem ganha essa disputa?

Para ser um bom investidor, você não pode ter medo. E a tendência masculina é de ser forte e confiante com a tomada de decisões, sem espaço para dúvidas e questionamentos. Nada é mais vital para um investimento do que a confiança e, quando falamos de grandes investidores, os homens lideram disparadamente. Warren Buffet, Peter Lynch, John Paulson e muitos outros são apenas alguns exemplos.

Mas não é tão ruim deixar um pouco da confiança de lado pois, em muitos casos, ela pode se tornar arrogância. Nestes casos, no ramo das finanças, as mulheres aceitam melhor que não sabem tudo, não tendo vergonha em buscar uma ajuda profissional de conselheiros financeiros experientes. Alguns homens sentem seu orgulho atacado quando pedindo a um estranho conselhos financeiros. Por este motivo, a buscar de mais informações, as mulheres claramente ganham uma vantagem.

O melhor gênero para investimentos

Mulheres tendem a ser mais cautelosas, mantendo ganhos constantes. Homens tendem a assumir mais riscos, com prejuízos e lucros também maiores. Quem ganha este troféu no fim da disputa? (Foto: blog.compete.com)

Além disso, a cautela às vezes é melhor do que um comportamento confiante na decisão de cuidar dos investimentos. Por isso, mulheres tendem a investir em mercados menos voláteis. Ser emocional, como todos homens admitem que mulheres são, pode ter seus benefícios, principalmente no mercado financeiro. Na maior parte das vezes, as mulheres investidores se saem melhor que suas contrapartes masculinas. Elas gostam de ter controle de suas finanças e vão além para excluir quaisquer incertezas sobre os investimentos. O desejo inato por segurança no futuro é uma grande vantagem para as investidoras do sexo feminino.

As mulheres tem um auto controle melhor, resistem melhor a pressão e não ficam loucas durante crises de mercado. Assim, obtém informações mais concisas e completas antes de tomar decisões críticas.

O problema é que as estatísticas contam mais histórias sobre homens bem sucedidos no mercado financeiro do que mulheres. O excesso de confiança masculino faz com que eles entrem no ramo dos investimentos e tomem riscos que aumentam os lucros. Dentro dos que arriscam, haverão aqueles que se darão mal e aqueles que se darão bem.

Estatisticamente, homens também estão mais propensos a fazer negociações. E não há dinheiro sem elas. A testosterona está envolvida com assumir riscos. Altos riscos são sinônimos de altos prejuízos ou lucros. É aí que há uma diferença grande nos ganhos e perdas entre as mulheres e homens.

Em tempos de crise, um pensamento mais conservador pode ser sucesso. Já em tempos de calmaria, pode ser sinônimo de perdas financeiras. O ideal sempre é o balanço, o equilíbrio e o trabalho em equipe entre homens e mulheres para a busca das melhores opções. Pois, no final do dia, o melhor investidor será  aquele que fizer mais dinheiro. Isso, tanto homens quanto mulheres são extremamente capazes.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)