Início do ano, a maioria dos brasileiros tem de pagar dois impostos muito importantes: o IPVA e o IPTU. Na maioria dos estados e cidades do Brasil, ambos podem ser pagos com desconto, se forem pagos antes da primeira data de vencimento e à vista. Vale a pena pagar estes impostos à vista?

Sem sombras de dúvidas.

O desconto do IPTU e do IPVA gira em torno de 3% e  8% cada. Mesmo quem tem um investimento aplicado é recomendado que retire deste investimento o valor destes impostos para o pagamento a vista, uma vez que não existe nenhum rendimento que tenha um rendimento de 8% no período do pagamento parcelado. Se você encontrar algum rendimento seguro que tenha esse rendimento de 8% ou mais, por favor, deixe nos comentários.

O que acontece no início do ano e que muitas pessoas ainda optam por parcelar tais impostos é a falta de planejamento financeiro e os abusos de final de ano. As pessoas focam tanto em usar o décimo terceiro para pagar dívidas ou se divertirem que esquecem dos impostos de início de ano, porque tem a opção de parcelar. Mas ao fazer isso, a pessoa estará perdendo dinheiro, algo que não é bom para ninguém.

A melhor forma de se preparar para o início do ano é pegar o valor dos impostos somados (IPVA, IPTU, Taxa de Licenciamento do Veículo e DPVAT vigente) e dividir estes valores pelo seu salário total anual, incluindo o décimo terceiro. O valor obtido, que é uma porcentagem, é quanto você tem que poupar por mês para ter seu décimo terceiro inteiro livre para você fazer o que bem entender e ter todo o dinheiro para pagar estes impostos.

Impostos anuais

Ao organizar suas finanças, fica muito mais fácil poupar e sobrar dinheiro no início do ano para investimentos e outras coisas mais importantes. (Foto: blogdolevanyjunior.com)

Exemplo: João tem um salário de R$2.000,00 e paga todo ano R$2.000,00 em impostos no início do ano. João ganha anualmente R$26.000,00 e os impostos correspondem a aproximadamente, 8% de seu salário anual. Esta porcentagem pode ser poupada todos os meses to ano para que João, ao final do ano, tenha acumulado mais dinheiro do que o suficiente para pagar seus impostos devido ao rendimento de aplicações financeiras. Mas sem considerar os rendimentos, João, poupando R$160,00 por mês (8% de seu salário), João terá um total de R$2080,00 ao fim do ano.

Se organize este ano para que ano que vem você consiga pagar os impostos à vista e assim, evitar gastar mais dinheiro do que o necessário.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)