O cartão anuidade grátis Submarino fez muito sucesso. Vieram então o cartão Saraiva, o cartão Petrobras e outros, de marcas famosas, cortando as anuidades. Essa taxa é, nada mais, nada menos, que um valor anual que deve ser pago uma vez por ano para o gestor do seu cartão de crédito pela conveniência desse produto. Elas podem chegar a custar mais de R$500, dependendo do tipo do cartão. E mesmo parceladas pelo ano, não é difícil entender porque um cartão sem anuidade é tão interessante.

Cartões e a taxa de anuidade

Nem todos os cartões de crédito têm uma taxa anual. Algumas categorias de cartões de crédito são mais propensas a ter taxas anuais, tais como cartões de crédito de programas de relacionamento, cartões de crédito Platinum ou Infinite e cartões personalizados. A taxa anual aumenta o custo de ter um cartão de crédito. Se você pagar uma taxa anual, é importante se certificar que o benefício que você está recebendo a partir do seu cartão de crédito é superior a esse custo. Se o seu cartão de crédito de recompensas tem uma taxa anual, as recompensas que você ganha devem exceder o valor da anuidade. Um exemplo são cartões de créditos de companhias aéreas: você deve, pelo menos, dobras a quantidade de milhas no período de um ano para que realmente valha a pena pagar a anuidade.

Cuidado com cartões de crédito sem anuidade

Não seja pego pela armadilha da anuidade grátis: cartões com anuidade podem ter juros menores e muitos outros benefícios que compensam os valores pagos. (Foto: www.greedyrates.ca)

Como a anuidade é cobrada?

É mais comum que os bancos e instituições financeiras parcelem a anuidade dentro do ano, em até 6 vezes. Mas é possível pagar a anuidade em apenas uma parcela, se for de sua preferência e ficar melhor para sua gestão financeira.

Como conseguir um cartão sem anuidade?

Muitos cartões de crédito oferecem o primeiro ano sem anuidade. Após o primeiro ano, a taxa é automaticamente cobrada em sua conta. Se, após o primeiro ano, você decide que a anuidade não vale a pena, você pode fechar a conta, mas não antes de avaliar o impacto sobre seu crédito disponível e fazer o saque das recompensas acumuladas. Ou você pode mudar para outro cartão de crédito dentro da mesma instituição financeira, mas que não tenha uma taxa anual.

Muitos bancos, de acordo com o relacionamento do cliente, costumam dar descontos a seus clientes. Isso significa que o cliente deve ter financiamentos, empréstimos ou investimentos no banco, para conseguir esse benefício. Em alguns casos, mesmo com um bom relacionamento, a anuidade pode ser cobrada. Aí, basta negociar com seu gerente para ter a anuidade gratuita, até ameaçando deixar o o banco se não tiver a gratuidade da anuidade. Os gerentes adoram dar descontos para quem quer tirar dinheiro do banco.

E quanto aos aumentos ou cobrança repentina das anuidades?

Se o emissor do seu cartão de crédito decide impor uma nova taxa anual ou aumenta a atual, eles são obrigados por lei federal para notificá-lo antes da nova taxa anual se tornar efetiva. Você tem a opção de rejeitar a nova taxa anual, no entanto, mas você vai ter que fechar o seu cartão de crédito. Pense bem antes, pois um cartão de crédito ajuda bastante nas compras online e parcelamentos. Se você não foi avisado do aumento, reclame na ouvidoria do seu banco ou instituição financeira e, caso não tenha seu problema resolvido, leve ao PROCON de sua cidade.

Considerações finais

Pagar uma anuidade de cartão não é necessariamente uma coisa ruim. Às vezes, é apenas uma parte necessária de ter o cartão de crédito que você quer e precisa. Mas, novamente, certifique-se que os benefícios do cartão valem o valor que é pago pelas taxas. Compare o seu cartão com outros cartões de crédito similares de outras instituições para confirmar que você está fazendo um bom negócio.

Você tem um cartão sem anuidade? Quais benefícios ele te oferece? Você trocaria ele por outro tipo de cartão de crédito?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)