Usei meu FGTS e fui demitido. Como calculado a multa de 40%?

Escrito na categoria "Educação financeira" por André M. Coelho.

Chega a hora de realizar o sonho da casa própria, e você usa o seu FGTS para pagar o imóvel. Talvez, você tenha ganho o direito à aposentadoria, mas tenha continuado trabalhando, e sacou o FGTS. Ou durante o emprego, passou por um período em que teve de tratar doença grave, e teve que usar o dinheiro do FGTS. Existem inúmeras situações em que é possível sacar o FGTS sem ter que ser demitido do emprego. Até aí, tudo bem.

Mas imagine que você é demitido sem justa causa, e a empresa tem que calcular a multa de 40% sobre o saldo da conta do FGTS para te pagar a rescisão. Como você gastou o dinheiro da sua conta do FGTS, como que fica?

Como calcular a multa de 40% do FGTS?

Todo emprego que você tiver e que assinar sua carteira terá uma conta no FGTS. Ao ser demitido sem justa causa desse emprego, o empregador terá de pagar alguns direitos trabalhistas na rescisão, dentre eles a multa de 40% sobre o total de depósitos na conta do FGTS do emprego do qual o trabalhador foi mandado embora.

Como é calculada a multa do FGTS de 40%

A multa de 40% do FGTS é calculada sobre o total de depósitos realizados, e não sobre o saldo que sobrou na conta do FGTS do trabalhador. (Foto: novojornal.jor.br)

Multa do FGTS: 40% sobre o total de depósitos realizados na conta

Um importante detalhe no cálculo é que a multa de 40% será calculada sobre o total de depósitos que foram realizados na conta do FGTS do trabalhador, e não do saldo atual.

Portanto, mesmo que o trabalhador já tenha usado o saldo do FGTS (sempre vale a pena usar o saldo do FGTS) para quaisquer outros fins, o que vai contar para o cálculo da multa rescisória na demissão sem justa causa é o total de depósitos que foram realizados pelo empregador naquela conta.

Um exemplo simples: digamos que o total depositado na conta do FGTS do trabalhador foi de R$1000, e o trabalhador já usou todo esse dinheiro em um financiamento imobiliário. Na multa rescisória, ele receberá o valor de R$400, que corresponde a 40% do total já depositado na conta do FGTS. Perceba também que não serão contabilizadas contas de outros empregos para esse cálculo.

Se ainda ficar alguma dúvida sobre o cálculo, deixe nos comentários que estamos dispostos a ajudar!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário