O saque suplementar é uma das funções do cartão de crédito e consignados. Permite que aposentados e pensionistas retirem parte de seu limite de crédito disponível ou transfiram para outra conta corrente ativa registrada em seu nome. Além das baixas taxas de juros e das condições facilitadas de pagamento, a aprovação do saque é rápida e sem burocracia. O saque complementar também pode estar relacionado ao FGTS.

Vamos entender os diferentes tipos de saque complementar e como eles funcionam.

Saque complementar do FGTS

O saque complementar do FGTS é o direito a um saque garantido geralmente por alguma norma, lei, ou situação especial. Condições geralmente devem ser atendidas para que se tenha direito ao dinheiro do FGTS.

Para saber se você tem direito ao saque complementar, é necessário acessar o app do FGTS e verificar seu direito, ou ir até uma agência da CAIXA para saber se tem direito ao saque.

O que é saque complementar?

Saque complementar funciona como complemento à sua renda. Basicamente, é o valor limite do seu cartão consignado que é transferido para sua conta corrente e pode ser retirado a qualquer momento do seu banco ou em um caixa 24 horas.

O benefício é liberado para aposentados e pensionistas, pois é uma operação permitida no cartão consignado, exclusiva deste público, que possui renda mensal fixa.

Limite de saque complementar

O limite de retirada pode variar de acordo com o banco, mas geralmente gira em torno de 95% da receita do beneficiário. Esse limite é dividido para o uso da função de cartão de crédito e para retirada. Ou seja, você usa o limite não apenas para fazer compras, mas também para sacar o valor.

Não há valor máximo de retirada desde que você tenha o limite de crédito disponível para executar a operação.

Tipos de saque complementar

O saque complementar pode ser do cartão, do consignado, ou do FGTS. (Foto: Tradeciety)

Exemplo de uso do saque complementar

Imagine que seu limite é de R$4.000. Nesse caso, considerando o limite de 95% desse valor, você pode sacar até R$3.800. Portanto, você pode fazer vários saques, desde que o valor total não exceda esses R$3.800. O problema é fazer saque em excesso, de forma a complicar suas finanças. Portanto, tome muito cuidado.

Desconto de um cartão consignado

Você esqueceu de pagar as contas em dia e teve de pagar juros? Isso é mais comum do que você imagina. Portanto, o pagamento do saque complementar é deduzido diretamente da sua folha de pagamento, como consignado.

A margem da folha de pagamento é uma porcentagem do benefício, sendo descontado mensalmente na data combinada com a instituição de crédito. Nessas porcentagens, são cobrados os valores das prestações do serviço e as compras realizadas com o cartão consignado.

Você pode adiantar o pagamento das parcelas ou até pagar uma quantia específica para reduzir os pagamentos.

Nossa recomendação é sempre pagar o valor total das faturas do cartão, para não se endividar.

Taxa de juros do cartão consignado

As taxas de juros do empréstimo complementar são até 3 vezes inferiores às taxas para outros tipos de empréstimos. As taxas de juros dos cartões consignados variam uma certa porcentagem, mas geralmente tem juros menores do que cartões e empréstimos tradicionais.

As taxas de juros reduzidas do saque complementar devem-se principalmente à segurança do banco em relação ao recebimento das parcelas, uma vez que são deduzidas do benefício do próprio cliente sem atrasos.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)