Você já deve ter se perguntado quando foi fazer sua conta no banco qual seria a diferença entre um cartão de crédito internacional e um cartão de crédito nacional. Há poucas diferenças entre cada um deles, mas estas poucas diferenças podem ser cruciais para seu perfil consumidor.

Iniciando nossa análise, o cartão de crédito nacional é a porta de entrada para o mundo dos cartões. Com as menores taxas, sua utilização é muito facilitada pelos bancos. Na maior parte das vezes, seus limites também são um pouco reduzidos em relação a outros tipos de cartão. O cartão internacional é uma melhoria no cartão nacional. As anuidades também tem valores muito diferentes, uma vez que cartões internacionais fornecem muito mais benefícios aos seus usuários.

Ambos podem fazer parte de programas de relacionamento, o que por si só já é algo bem positivo para o consumidor. Lógico, é necessário que o usuário faça a verificação junto ao seu gerente dessa possibilidade e o que é necessário para a participação.

Também, não há nenhuma limitação para parcelamentos e compras no âmbito nacional em reais. Em ambos os casos, você pode ter até 40 dias para pagar suas contas, dependendo do dia em que a compra foi efetuada. Quanto a taxa de juros para financiamentos ou parcelamento da fatura, elas não variam muito, sendo o cartão nacional ou internacional. O pagamento de contas no cartão, com a cobrança de uma taxa para tal serviço, também é possível para os dois tipos de cartão.

Diferenças entre os tipos de cartão

A opção por um cartão de crédito internacional pode ser um gasto desnecessário a mais em suas finanças, caso não vá utilizar seus benefícios. (Foto: pimenta.blog.br)

É importante lembrar que já existem alguns cartões nacionais de relacionamento com empresas específicas, tal como as redes de supermercado Extra. Estes cartões oferecem vantagens satisfatórias aos consumidores, mediante o pagamento de uma anuidade diferenciada.

Agora qual é o melhor tipo de cartão para você?

Devemos pensar em seu perfil como consumidor: você faz muitas viagens? Estas viagens são para fora do Brasil? Você faz muitas compras online de sites internacionais? Você está planejando algum tipo de viagem ao exterior? Quais são seus gastos mensais com um cartão: altos, normais ou baixos?

Levando em conta estas questões, começamos a traçar seu perfil de consumidor. Para aquele que precisa de um limite maior por ter mais gastos, mesmo que seja um consumidor apenas em âmbito nacional, os cartões internacionais tem maiores limites e mais vantagens que compensam a anuidade. Já para quem tem menos gastos e controla suas finanças ao ponto de precisar muito pouco do crédito, o cartão nacional irá mais do que satisfazer suas necessidades, sendo ainda possível a negociação dos limites com seu gerente.

Se você está planejando viagens internacionais, faz compras fora do país ou planeja fazê-las, o cartão internacional é o mais adequado ao seu perfil. Toda compra feita no exterior, seja em uma viagem ou online, sairá discriminada em sua fatura. Lembrando que para toda transação internacional há a cobrança de 6,38% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre o valor original. Por isso, separe uma grana extra para as compras no estrangeiro, antes que o imposto te pegue de surpresa. Além disso, é importante ressaltar que a conversão de dólares para reais é feita na data de fechamento da fatura e não na data da compra, o que pode causar alguma discrepância de valores.

Esperamos ter ajudado na decisão de seu novo cartão! Faça um bom uso!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)