Juros do cheque especial

Escrito na categoria "Bancos e instituições financeiras" por André M. Coelho.

O cheque especial é utilizado pela maiorias das pessoas que possuem conta corrente. Mas poucos sabem que em comparação com outras modalidades de crédito, os seus juros são um dos mais altos. O grande problema é a impressão que os bancos passam de que o cheque especial faz parte do seu rendimento. E realmente muitas pessoas acreditam, usam o cheque especial desmesuradamente e se enrolam em dívidas. Alguns bancos, inclusive, disponibilizam o extrato bancário com o saldo total do correntista, incluindo o cheque especial. Por exemplo, se tenho 1000 reais e o meu cheque especial é de 300 reais, no extrato aparecerá como se eu tivesse 1300 reais. Isso é falso, pois os 300 reais são do banco e eu deverei devolvê-los com juros e correção!

A diferença dos outros empréstimos é que o cheque especial não é cobrado em parcelas, mas quitado de uma única vez na data do vencimento. Se não for quitado, os juros irão se acumular e a situação poderá ficar mais complicada! Alguns bancos chegam a cobrar 9% de juros, o que significa que se você utilizar 100 reais do limite do seu cheque especial, deverá pagar 109 reais na data de vencimento. Se não for pago no vencimento haverá cobrança de juros sobre juros.

Valor dos juros do cheque especial

Cuidado com o cheque especial!

O que pode e deve ser feito em casos de dívidas no cheque especial é cancelá-lo. Você continuará devendo, mas um valor fixo que deixará de crescer em cima dos juros. A dica é: somente utilize o cheque especial em casos de extrema necessidade, se for utilizá-lo, que seja comedidamente e com a certeza do pagamento na data de vencimento!

Abaixo está uma lista disponibilizada pelo Banco Central do Brasil com as taxas de juros do cheque especial dos principais bancos brasileiros.

A lista está em ordem crescente e os valores são de 03/11/11 a 09/11/11.

Ficou fácil perceber que o cheque especial é uma modalidade de crédito bem cara? Se precisar mesmo de dinheiro emprestado e tiver que recorrer a um banco, escolha bem como tomar um empréstimo para não pagar mais juros do que o necessário.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário