Todo trabalhador brasileiro tem direito a contribuir para a Previdência Social, garantindo uma aposentadoria no futuro e uma segurança para casos de doenças graves, gravidez e outras proteções e benefícios que o INSS dá ao contribuinte. Isso garante que a família e o indivíduo nunca ficarão sem proventos, mesmo com obras do acaso.

Para um autônomo ficar em dia com o INSS, ele deve se filiar a RPGS, ou seja, o Regime Geral de Previdência Social. Todos os meses você deverá separar o valor de 20% de seu salário para contribuição. O salário de contribuição, como é chamado, é recolhido de acordo com a renda fixa mensal do trabalhador, sendo ele alterado de acordo com o que você ganha.

Independentemente de sua categoria de contribuinte, o valor mínimo e máximo do salário de contribuição deverá ser respeitado, sendo este atualizado anualmente e a tabela de correção anual disponibilizada no site da Previdência Social. Seja qualquer o tipo de profissão pela qual você optou trabalhar, a contribuição ao INSS em dia é o que garantirá o tempo certo de contribuição para a aposentadoria e os benefícios que todos precisamos para uma estabilidade satisfatória em nossos empregos.

Qualidade de vida

Além da aposentadoria, o INSS preza pela qualidade de vida do trabalhador brasileiro, garantindo a estabilidade e segurança financeira que todos precisam. (Foto: advogadoszonaleste.com.br)

Lembre-se que processos envolvendo o INSS, seja um simples pedido de aposentadoria a até um pedido de licença maternidade ou auxílio doença. E eles vão verificar todas as suas contribuições, os descontos e se você está em dia com seus pagamentos. Ao ser contratado de uma empresa, fica fácil manter este controle pois não está sobre nossa responsabilidade. Já um profissional autônomo deve manter-se sempre informado e consciente de seus custos e gastos com este tipo de contribuição.

A melhor forma para manter seus gastos e custos sobre controle é contratando um contador eficiente para organizar suas finanças pessoais. Ele irá te manter informado e te educar sobre seus custos e gastos pessoais, além de também te ajudar na hora da declaração do imposto de renda. Mantenha sempre toda sua documentação e recibos em dia para conseguir se organizar melhor.

No mais, vá no posto de atendimento da Previdência Social mais próximo de você e pergunte como começar a contribuir para a Previdência Social. Não se esqueça de também fazer um fundo de investimento, garantindo cada vez mais um futuro mais estável e tranquilo.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)