Uma financeira é uma instituição cuja finalidade é otimizar a utilização e colocação de capitais financeiros próprios e de terceiros no mercado, seguindo a uma co-relação de risco, custo e prazo e atendimento os objetivos dos acionistas da empresa, inclusos aqui os clientes da mesma, pessoas físicas e jurídicas que tenham interesses em sua operação como acionistas, clientes, colaboradores, cooperados, fornecedores e agências reguladoras do mercado onde a organização opera, como o Banco Central do Brasil.

A financeira é responsável por administrar o equilíbrio entre as moedas, prazos e taxas que foram negociados no capital captado, denominado como passivos, e o capital aplicado no mercado, denominado como ativos, respeitando critérios e normas estabelecidos pelo Banco Central do Brasil e evitando que crises aconteçam ou os bancos assumam riscos que não serão capazes de compensar no caso de perdas.

Existe um contínuo monitoramento sobre a relação entre ativos e passivos de uma instituição financeira, que pode levar a eventuais intervenções pelas agência reguladoras ou supervisoras, visando administrar o risco sistêmico.

No Brasil, em geral, as financeiras, como dito no título deste artigo, são nomes dados a instituições focadas nos serviços de empréstimos e financiamentos. Recentemente, muitas financeiras começaram a trabalho com o serviço de cartões de crédito, aumentando seu portfólio se produtos e serviços aos seus clientes. Muitas destas instituições já prestam serviços financeiros como bancos ou foram comprados por um.

Instituições financeiras no Brasil

As chamadas financeiras no Brasil são instituições focadas no crédito ao consumidor, sem prestarem demais serviços bancários, como administração de contas. (Foto: rbambiental.blog.terra.com.br)

Suas taxas são normalmente mais altas que as dos bancos tradicionais. Porém, suas margens de negociação para valores são maiores e a negociação de garantias é mais branda, aumentando o público potencial destas instituições.

Um exemplo é a BV Financeira, do grupo Votorantim. Com resultados consistentes e crescimento constante nos últimos anos, está entre as 600 maiores empresas nacionais e multinacionais instaladas no País, com investidores institucionais e pessoas físicas através da bolsa de valores.

Entre os grandes, também temos o Conglomerado Financeiro Alfa, que vem desenvolvendo sua atuação principalmente nos segmentos de crédito a pessoas jurídicas e físicas, Tesouraria, Administração de Recursos de Terceiros, Seguros, Previdência Privada e Private Banking. É focado é clientes de alta renda e mantém filiais nos principais centros econômicos brasileiros.

Bancos de montadoras, como a Fiat, BMW, Renault, Volkswagen e outras também estão entre os maiores do país, principalmente por sua atuação no financiamento de veículos para o consumidor brasileiro.

Hoje, a atuação das financeiras está um pouco apagada perante ao grande crescimento dos bancos e das cooperativas de crédito. Porém, seu papel ainda é importante, principalmente para a classe média e os pobre do país, que vêem nelas muitas vezes a única forma de conseguirem o crédito para suas dívidas ou fazer a compra de um produto desejado.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)