Viajar ao exterior sempre significa perder algum dinheiro em trocas entre a moeda local e a do destino da viagem. Por exemplo: se você vai viajar ao Chile precisa trocar seus reais por pesos chilenos. Dependendo da cidade no Brasil onde você estiver, pode nem existir uma casa de câmbio e você terá que levar o seu dinheiro para trocar na cidade de destino.

As casas de câmbio ganham dinheiro para trocar dinheiro. É um negócio da China! Cada casa de câmbio vende as moedas por valores que consideram interessante. É um mercado regulado pela concorrência e por autoridades monetárias mas com alta possibilidade de cartel, especialmente porque não existem muitas casas de câmbio em todas as cidades.

Na experiência que tive com casas de câmbio na viagem que fiz ao Chile, cheguei à seguinte conclusão: as melhores casas de câmbio para trocar os seus reais por pesos chilenos são as localizadas no centro da cidade. O motivo é simples: concorrência. No aeroporto há também casas de câmbio mas a cotação é das piores, só perdendo para as casas de câmbio aqui do Brasil (no meu caso, em Belo Horizonte).

Só para dar uma idéia dos valores, veja a diferença entre as casas de câmbio que eram opções para trocar reais por pesos chilenos. Cada real pode comprar:

  • 235 pesos chilenos: casa de câmbio no Brasil, em Belo Horizonte
  • 245 pesos chilenos: casas de câmbio do aeroporto de Santiago
  • 263 pesos chilenos: casas de câmbio no centro de Santiago, mais precisamente na Paseo Ahumada com Agustinas.
Casas de câmbio em Santiago - Chile

Santiago - Chile: onde ficam as casas de câmbio?

As casas de câmbio em geral tem placas ou telas mostrando o preço de compra em venda de várias moedas.

Casas de cambio em Santiago: cotação

Cotação de câmbio em Santiago

Outra opção que costuma parecer bem atraente aos olhos de turistas é trocar o dinheiro com “cambistas” que estão no aeroporto ou mesmo nas ruas da cidade. Não caia nesta armadilha. As cotações tão melhores oferecidas por estas pessoas são justificadas por algo mais além de não ter um aluguel ou impostos para pagar: há notas falsas e mesmo furtos durante a troca do dinheiro. São várias pessoas envolvidas no golpe, algumas fingindo trocar o dinheiro para inspirar a confiança em turistas e transeuntes, verdadeiras vítimas dos golpes.

Em resumo, não compensa jamais trocar o dinheiro em sua cidade antes de sair para o exterior. Como o dinheiro estrangeiro é mais raro por aqui, sendo a moeda do Chile ás vezes até chamada de exótica, o preço dela fora do Chile acaba sendo bem alto. Além das casas de câmbio há outras maneiras de ter dinheiro no exterior, como os saques no cartão de débito. Este saque costuma ter cotação compatível com o melhor que se pode conseguir nas casas de câmbio, mas há o risco de problemas técnicos que podem impedir o saque.

Espero que tais dicas lhe ajudem em sua próxima viagem. Por favor deixe um comentário e conte sua experiência para nossos leitores!

7 comentários para “Casas de câmbio: escolha a melhor cotação!”

  1. Gabriel

    Muy buena lá indicacion. Salu2

    Responder
  2. Aline

    Adorei as dicas! Viajo para o Chile dia 19-11-12 e com certeza isso me será muito útil. Obrigada.

    Responder
  3. Alexandre

    Parabéns, excelente esta dica!

    Responder
  4. Gustav

    Excelente Dica! Valeu!

    Responder
  5. Daniel Moreira

    Olá, estou pretendendo viajar a Santiago no fim desse ano.Se eu for com uma quantia em R$ para o chile, eu consigo fazer compras em R$ sem precisar de trocar a moeda? Ou se eu comprar pelo cartão de débito aqui do Brasil na cidade de Santiago terei problemas?

    Responder
    • Equipe Crédito ou Débito

      Você precisa levar dinheiro de lá. O cartão de débito não vai funcionar lá, e o cartão de crédito precisará de liberação prévia para ser usado internacionalmente.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)