O Ministério da Previdência Social disponibiliza na internet para o trabalhador brasileiro o Simulador de Tempo de Contribuição, uma ferramenta que permite o cálculo do tempo de contribuição dos segurados do Regime Geral de Previdência Social, ou seja, calcular a aposentadoria para quando este derradeiro momento chegar. A interface é fácil e prática, deixando claras as informações para o usuário do sistema.

No site da Previdência Social, o simulador está disponível neste link, com dois tipos de simulação disponíveis: simulação da contagem de tempo de contribuição e simulação do valor do benefício. Você vai precisar dos dados de sua carteira de trabalho para obter as informações corretamente.

Na simulação, é possível saber se o trabalhador que está a fazendo já atende os requisitos para a aposentadoria, assim como o tempo que falta para ter direito para aposentadoria integral. Na aposentadoria proporcional, além do tempo de contribuição, é verificado se o usuário possui a idade mínima, que é obrigatória para que o benefício seja concedido.

O aplicativo realiza a validação dos dados cadastrais inseridos pelo cidadão cruzando os dados com o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS). Em caso de divergência, o usuário é informado e deve ir até uma Agência da Previdência Social para regularizar o cadastro.

Aposentadoria INSS

O trabalhador pode simular sua aposentadoria para conseguir planejar melhor seu futuro financeiro e no presente, fazer contribuições que darão uma melhor condição no futuro. (Foto: inss.net)

Para quem estiver interessado, é possível simular a renda mensal no simulador, mas lembrando que os dados obtidos não tem validade nenhuma, sendo apenas uma simulação para ajudar ao trabalhador a organizar melhor sua vida financeira na aposentadoria ou planejar melhor suas contribuições. A partir da página, o trabalhador deve incluir dados de seu salário de contribuição para iniciar a simulação, assim como nome completo, data de nascimento, o tipo de aposentadoria almejada e o tempo de contribuição atual. Em casos de aposentadoria proporcional, o usuário deve inserir o tempo de pedágio, ou seja, o tempo de contribuição quando desejar se aposentar. Mas lembramos que só pode se aposentar proporcionalmente quando contar cinquenta e três anos de idade ou mais, se homem, ou quarenta e oito anos ou mais de idade, se mulher ou contar tempo de contribuição igual, no mínimo, a trinta anos, se homem, ou vinte e cinco anos, se mulher, somado a um período adicional de contribuição equivalente a, no mínimo, quarenta por cento do tempo que, em 16 de dezembro de 1998, faltava para atingir o limite de trinta anos de contribuição, se homem, ou vinte e cinco anos, se mulher.

Quem já adquiriu o direito à aposentadoria pode também fazer uma simulação com dados mais precisos sobre sua situação de aposentadoria. É muito importante que desde muito cedo um indivíduo já se eduque para poupar e investir em seu futuro, contribuindo para uma renda adicional durante a aposentadoria.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)