Um seguro de riscos de engenharia é feito sobre medida para o construtor que quer se proteger de problemas que podem e irão surgir durante a construção de um empreendimento qualquer. Este tipo de seguro cobre praticamente todos os riscos envolvidos em uma construção, tais como aqueles que decorrem de acidentes, instalação e montagem de equipamentos e quebra ou inutilização acidental e repentina de alguns dos equipamentos da linha de produção da construtora.

Ele garante ao investimento a segurança financeira necessária para que os clientes da construtora sintam-se mais calmos quanto aos prazos e a qualidade do serviço, além de garantir aos investidores que seu dinheiro não teve um mal destino ou que ele poderá sofrer mais riscos.

A natureza dos riscos que o seguro cobre estabelecerá o tipo de seguro que a empresa contratará. Porém, é recomendado que a empresa escolha um seguro que cubra todos os riscos envolvidos em uma construção, deixando as finanças da mesma blindadas contra imprevistos.

Seguro risco de engenharia

Engenharia é uma ciência exata. Mesmo assim, não há garantias contra o acaso, algo que um seguro pode garantir. (Foto: www.monteliseguros.com.br)

Os tipos de seguro podem ser:

  • Obras Civis em Construção (OCC) – contra os riscos de danos ou destruição das obras de Engenharia Civil, equipamentos e/ou das máquinas utilizadas na construção durante o período da obra e até de manutenção, cobrindo também o período de garantia dado após a entrega da obra;
  • Instalação e Montagem (IM) – riscos de quaisquer acidentes que possam danificar ou destruir montagens e instalações (máquinas, instalações, estruturas de aço de qualquer natureza, etc.) pelo mesmo prazo dado no seguro OCC;
  • Obras Civis em Construção e Instalação e Montagem (OCC/IM)
  • Quebra de Máquinas (QM) – reposição e proteção contra danos causados em máquina. É importante porque geralmente, as máquinas são alugadas e assim, o empreiteiro se protege contra eventuais danos causados;
  • Equipamentos Eletrônicos (EE) – contra todos os riscos de danos internos e internos nas instalações eletrônicas e de informática, cada vez mais comuns em novas construções.

Diferente de um seguro individual ou familiar, um seguro para empresas de construção demanda uma análise de risco muito mais profunda. Provavelmente a seguradora irá pedir uma inspeção de profissionais na planta e na construção do empreendimento, além de analisar o histórico fiscal e financeiro da empresa. Dependendo do resultado, o seguro pode até cobrir riscos de atraso na entrega da construção e também contra incêndios, raios e explosões.

Respeitando o prazo da obra, o seguro pode ser parcelado em até 12 vezes, garantindo assim também que o empreiteiro possa utilizar o dinheiro arrecadado no mercado financeiro e assim, garantir o pagamento das parcelas e lucro.

O preço varia de acordo co o perfil da empresa e o valor da construção. Por exemplo, o prêmio (mensalidade) de uma construção de 10 milhões de reais seria de aproximadamente R$20.000, ou 0,2% do valor total, tornando esse valor até válido para construções de menor porte.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)