Todo mundo ganha valores diferentes ao final do mês assim como também tem diferentes obrigações financeiras. É importante perceber que um valor em reais para cada um não irá funcionar. O que é possível fazer é desenvolver uma série de regras, talvez até uma fórmula, para te ajudar ao poupar dinheiro.

O padrão normal é o valor mínimo de 10% de seus proventos. É um bom começo, já que é um valor bem definido e não muito fora da realidade da maior parte das pessoas. O ideal é que este valor aumente com o tempo.

Se poupar esse pouco está apertando as finanças, veja onde você pode cortar gastos para que não doa tanto. Aperte um pouco os gastos para conseguir ter um pouco de ar para respirar.

Um valor de 20% para ser poupado pode ser pensado em um futuro próximo, caso você tenha uma boa disciplina com o dinheiro. E estabelecer uma meta para o dinheiro que será poupado pode ser um bom incentivo para melhorar sua educação financeira e disciplinar seus custos mensais.

A disciplina de poupar dinheiro

O porquinho virou um símbolo para aqueles que poupam. As crianças ganham um para aprender que com o dinheiro acumulado elas podem comprar coisas legais. Qual é o exemplo que você está dando pra elas? (Foto: apartmentsetc.com)

Uma vez que a atitude começa, você deve estabelecer um propósito para o dinheiro. O que a maioria dos especialistas recomenda no começo é separar um total de 6 meses de seu custo de vida em um fundo de emergência. Depois, separar uma porção para sua aposentadoria. Muitos até afirmam que 15% do seu salário deveria ir apenas e somente para um fundo de aposentadoria. E então, separar também uma porção para as férias ou uma nova casa, além de uma porcentagem em investimentos financeiros.

Enquanto você olha como poupar dinheiro e sair dos débitos, você ficará surpreso no quanto você consegue poupar mensalmente. Cada vez mais você desenvolverá a disciplina necessária a um bom administrador de finanças.

A autora Elizabeth Warren estabeleceu uma fórmula balanceada entre economias, necessidades e desejos. Após pagar todas as taxas, 20% de seu dinheiro deve ir para suas economias. Mantenha suas necessidades abaixo de 50% de seu salário. E deixe o restante para ser investido em seus desejos.

Não irá existir uma fórmula que sirva para todos os casos. Para alguns, poupar 20% é praticamente impossível. Mas um valor de 5% parece mais racional. O importante a ressaltar aqui não é a porcentagem de seu salário a ser economizado, mas o desenvolvimento do hábito de poupar.

Fundos de emergência, investimentos para a aposentadoria. Ao atingir estes dois objetivos principais, encontre mais motivos para poupar. Não invente desculpas e não postergue o início desta rotina. Um saudável futuro financeiro estará a sua espera.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)