Nos últimos anos, a demanda pela opção de pagamento através do cartão de crédito tem crescido consideravelmente nas lojas e empresas. Outra coisa que aumentou também consideravelmente foi o preço do aluguel das máquinas de cartão, que subiu de uma média de R$52,00 no final de 2011 para cerca de R$64,00 no final de 2012. Boa parte desse aumento de valor se deve à maior demanda por máquinas sem fio.

As máquinas sem fio utilizam, em geral, uma conexão à redes de telefonia como um celular. Por sua tecnologia mais avançada, além da movimentação constante, seus custos de manutenção são mais altos, o que resulta no aumento do custo final do lojista em valores que podem chegar a mais de R$100,00. Importante lembrar que dentro deste valor estão também inclusos os custos das bobinas de papel, que, junto à manutenção, são de inteira responsabilidade da operadora de cartão de crédito.

Além do valor do aluguel, são cobradas taxas que giram entre 4% e 6% dependendo do tipo de venda realizada, se é por crédito, débito ou por vale refeição, custos que devem ser levados em consideração na hora de avaliar a viabilidade financeira para adquirir uma máquina. Pensando em custos menores e na tendência de flexibilização e mobilidade do mercado, empresas viabilizam mais formas de pagamento portáteis para seus clientes através de máquinas e aplicativos que podem ser usados em qualquer lugar.

Máquina de cartão portátil

Este pequeno acessório conectado ao iPhone é apenas um dos exemplos de máquinas de cartão de crédito portátil à qual temos acesso. (Foto: blogdoiphone.com)

O que é uma máquina de cartão de crédito portátil?

Existem duas formas atualmente de se ter uma máquina de crédito portátil. Uma delas é através de um pequeno leitor que pode ser usado na maioria dos smartphones e tablets populares no mercado e possibilita a leitura da tarja magnética do cartão. Outra, se faz através da leitura do chip NFC de seu smartphone ou tablet que possua tal tecnologia e tenha vinculado ao chip algum cartão de crédito. Finalmente, temos também aplicativos para os sistemas operacionais móveis mais populares, Android e iOS, que possibilitam o pagamento de valores através dos celulares. Poderíamos até incluir as máquinas de crédito sem fio aqui. Porém, pelo seu grande tamanho, elas acabam se tornando pouco “portáteis” e entram em outra categoria.

Quais são as máquinas de cartão de crédito portáteis no Brasil?

No momento em que escrevemos este artigo, apenas uma empresa fornece uma máquina de cartão de crédito completa, com a opção de leitor magnético compatível com tablets e smartphones e um aplicativo para dispositivos Android e iOS: o PagSeguro. Através do leitor ou pelo aplicativo, são aceitas bandeiras como Visa, Mastercard, hipercard, Diners, American Express e outras, parceiras da empresa.

Para obter o leitor de cartões, é necessário fazer um cadastro pelo site e efetuar o pagamento de 12 parcelas de R$9,90, em um total de R$118,80 pelo aparelho. Os seguintes aparelhos são compatíveis com o leitor:

  • iPhone 5;
  • iPhone 4, 4S;
  • iPhone 3, 3GS;
  • iPad 3
  • iPad 2
  • Samsung Galaxy Note II;
  • Motorola RAZR;
  • LG Optimus One;
  • Sony Xperia T;
  • Tablet;
  • Samsung Galaxy Tab;
  • Motorola Xoom Tab.

Quem não tem um destes aparelhos mas possui um que tenha a versão 4.3 do iOS ou superior ou a versão 2.2 do Android ou superior pode baixar o aplicativo para recebimento de pagamentos de cartão de crédito digitando o número do cartão, na Apple Store ou no Google Play. Os clientes que optam por esta forma de recebimento do pagamento devem saber que os custos envolvidos em cada transação giram em torno de 5% do valor total.

Aplicativos para celulares

Através de aplicativos para smartphones e tablets, a Cielo tornou possível também a mobilidade dos pagamentos. (Foto: www.kikabrindes.com)

A Cielo tem o serviço Mobile, que não tem disponível um leitor de cartões, mas possibilita que dispositivos com tecnologia Android ou iOS possam ser usados como uma máquina de cartões de crédito. O serviço necessita de cadastramento prévio no site, e é voltado para médicos, dentistas, fotógrafos, profissionais autônomos e aqueles que precisam de mobilidade e praticidade em seu dia a dia. É importante que o profissional também avalie os custos por cada transação na hora de efetivar o uso do aplicativo.

Já a Redecard está em fase de testes com um sistema de pagamento via NFC, mas que precisa ainda de suas máquinas de cartões, e um sistema, através de parceria com a TIM, por onde os clientes utilizarão uma conta pré-paga virtual para usar o celular ou um cartão vinculado ao número de telefone para realizar transações. Não fica claro se também poderão ser realizados recebimentos. Porém, é de se esperar que a Redecard dê uma resposta aos concorrentes em breve e recomendamos que você acompanhe no site deles as soluções propostas.

Vale a pena ter uma máquina de cartão de crédito portátil?

O mercado portátil está aquecido e as empresas querem inovar. Inovação vem com um preço, normalmente alto, como é o caso da máquina de cartão de crédito do PagSeguro. As opções de pagamento online, tais como o MercadoPago, Paypal e o próprio PagSeguro também acabam atuando como uma forma de “máquina de cartão portátil”, desde que o lojista tenha cadastro nestes serviços. Se vale a pena ou não disponibilizar estes serviços aos seus clientes vai depender de seu ramo de atuação, suas necessidades e demandas do seu público alvo. Faça uma pesquisa, estime os custos e o aumento de receitas com estes serviços para ter uma ideia geral se vale ou não a pena adquirir uma máquina de cartão de crédito portátil.

Um comentário para “Máquina de cartão de crédito portátil!”

  1. Nelson Matete

    Gostaria de introduzir esta tecnologia em Moçambique.
    Aguardo o vosso contacto

    Abraços
    Nelson Matete

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)